17 agosto 2011

PENSANDO SOBRE PROFECIA - PARTE III


Por que Deus não usa sempre uma outra pessoa para me dar instruções?

Leiamos At. 9:10-16 “E esteve três dias sem ver, e não comeu nem bebeu”.

E havia em Damasco um certo discípulo chamado Ananias; e disse-lhe o Senhor em visão: Ananias! E ele respondeu: Eis-me aqui, Senhor. E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo; pois eis que ele está orando, E numa visão ele viu que entrava um homem chamado Ananias, e punha sobre ele a mão, para que tornasse a ver. E respondeu Ananias: Senhor, a muitos ouvi acerca deste homem, quantos males tem feito aos teus santos em Jerusalém; E aqui tem poder dos principais dos sacerdotes para prender a todos os que invocam o teu nome. Disse-lhe, porém, o Senhor: Vai, porque este é para mim um vaso escolhido, para levar o meu nome diante dos gentios, e dos reis e dos filhos de Israel.E eu lhe mostrarei quanto deve padecer pelo meu nome. E Ananias foi, e entrou na casa, e, impondo-lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. E logo lhe caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi batizado.E, tendo comido, ficou confortado. E esteve Saulo alguns dias com os discípulos que estavam em Damasco”.

Ananias recebeu instrução para visitar Paulo. Não recebeu ordens para transmitir a Paulo, mas apenas instrução sobre seu próprio trabalho. Ananias não informou nada a Paulo sobre seu futuro. Foi o Espírito Santo quem fez isto. Deus não usou Ananias como intermediário, nem profeta. Cada um destes homens recebeu as ordens diretamente do Senhor.

A confirmação de algo que o Senhor já me falou pessoalmente, isto é profecia, mas uma ordem sobre um assunto é um desvirtuamento do princípio bíblico.

Deus espera que nós caminhemos com nossas próprias pernas. Precisamos aprofundar nossa relação com Deus para que Ele nos fale diretamente e possamos crescer integralmente. Já pensou se tivéssemos que falar tudo que nossos filhos fossem fazer, mesmo na fase adulta de vida? Estaríamos criando dependentes por toda a existência. Adquirimos autonomia para a vida secular e também para a vida espiritual. Dependeremos sempre de Deus mas não de profetas. Gostaria ainda de ponderar sobre as profecias que apontam para alguém ou algo indefinido no meio de uma comunidade como: "Tem alguém aqui nesta noite com um problema familiar que Deus quer resolver" ou "Alguém que passa por uma séria crise em sua vida terá hoje sua libertação" etc. No texto que lemos acima nada disso aconteceu. Deus disse a Ananias a rua, a casa, o nome da pessoa e que ela esta fazendo. Ao mesmo tempo em que Paulo já havia recebido, da parte de Deus, revelação sobre a visita de Ananias. Quando Deus nos fala tudo é claro e límpido, nada fica nublado. Mas por anularmos o raciocínio dentro das igrejas valorizamos mais as emoções. Assim sendo, deixamos de avaliar o padrão bíblico em vários momentos.

E o que dizer sobre consultar profetas?

Jer. 23:16 "Assim diz o Senhor dos exércitos: Não deis ouvidos as palavras dos profetas, que vos profetizam a vós, ensinando-vos vaidades; falam da visão do seu coração, não da boca do Senhor”.

Jer. 33:3 "Clama a mim, e responder-te-ei, e anunciar-te-ei coisas grandes e ocultas, que não sabes”.

Jer. 29:13 "Buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes de todo o vosso coração”.

Várias vidas foram destruídas por profecias carnais.

Precisamos andar com nossos próprios pés na vida. Nada substitui nosso caminhar diário com o Senhor. Não existem catalizadores que acelerem nossa convivência com Cristo. O caminho para saber a vontade de Deus é tempo aplicado aos pés do mestre, é vida dedicada a oração e à Palavra. O profeta Jeremias claramente já disse que encontraremos sempre a Deus quando o buscarmos de todo coração. Somente isso. Nada mais do que isso. E isso deve nos bastar.

Precisamos adquirir 3 tipos de independências: Psicológica, Espiritual e Financeira, senão quisermos ser manipulados por outros.

Quais os Riscos em Obedecer à Ordens dos Profetas?

a) Estou tão fechado ou frio espiritualmente que se o Espírito Santo quiser me dar uma orientação Ele terá que usar um terceiro. O risco é criarmos dependência e ficarmos presos a personalidades estranhas. O Senhor Jesus disse: "as minhas ovelhas ouvem a minha voz e me seguem". Fica claro que somente em uma íntima comunhão com Cristo é que discerniremos sua voz. Essa voz não nos será estranha.

b) O único conselho que a Bíblia dá sobre "consultar profetas e obedecer à suas ordens" é uma forte advertência.

c) Se por acaso "a ordem não for de Deus, nem do homem, mas do Diabo", e eu obedecer então a minha sinceridade não será capaz de me proteger das terríveis conseqüências. E se for do homem? Por que serei regulado por outra pessoa? Será que não tenho coragem de tomar minhas próprias decisões, por isso desejo ter alguém para culpar se fizer alguma coisa errada? É mais fácil culpar o profeta pelos nossos erros do que nos culparmos a nós Mesmos. A tendência do homem é sempre transferir para terceiros o seu erro. Ou para outros ou para o diabo. Nós somos responsáveis pelas decisões que tomamos. Somente esse comportamento gera maturidade e crescimento.

Se Não for Por Profecia, Como é Que Deus nos Fala Sobre Detalhes Íntimos das Nossas Vidas?

a) Pela Bíblia - Tenho que estar afinado com a Palavra de Deus.

Ex. abandono da família - Deus não quer isso, mas já houve profecia, onde a profeta mandou uma senhora de certa igreja abandonar seus filhos porque não eram de um casamento legal. Que grande espiritualidade é esta que exige o sofrimento de inocentes pelos pecados de uma pessoa já foi perdoada por Jesus.

Sal. 119:105 “Lâmpada para os meus pés é a tua palavra, e luz para o meu caminho”.

Sobre as perplexidades do coração. Procure determinar qual seja e ache resposta na Palavra. Deus não nos deixa em dúvidas sobre a direção que devemos tomar.

b) Pelas circunstâncias Fáceis e Difíceis

c) Bom Senso

d) Pelo mais velhos


Soli Deo Gloria

Pr. Luiz Fernando R. de Souza

Nenhum comentário:

Postar um comentário