20 agosto 2011

PENSANDO SOBRE PROFECIA - PARTE IV

E o Falar em Línguas e Interpretar?

Não é profecia. O que fala em línguas, fala com Deus. O interpretar é simplesmente "traduzir" em português o que é dito em línguas em adoração.

Qual a Diferença entre Profecia e a Interpretação de Línguas?

Muitos colocam um sinal de igualdade entre estes dons - Profecia = Falar em Línguas + Interpretar. A Bíblia diz: "o que fala em outras línguas não fala aos homens, senão a Deus". Isto indica que o falar em línguas não é "mensagem de Deus" para o homem, mas pelo contrário é o homem falando para Deus; fica claro que a interpretação de línguas é apenas a tradução daquilo que está sendo falado em línguas.

Por outro lado, o Dom de Profecia, sim, é para os homens. Línguas + Interpretação é o homem falando a Deus. Profecia é Deus falando aos homens por intermédio da inspiração que dá aos próprios homens.

Não Existe nenhuma Relação Entre Profecia e Cânticos Espirituais

Quando O Espírito Vem Sobre Mim Eu Não Me Controlo. Existe isso?

Isto é desculpa ou justificativa para um espírito rebelde, que não obedece a qualquer disciplina e quer fazer sua vontade pessoal, chamando a atenção dos outros para si mesmo e ficando isento de qualquer controle. Ou também pode ser um comportamento aprendido por Ter visto outros se comportarem desta maneira. Isto tudo tem como pano de fundo um ensino doutrinário fraco ou nenhuma forma de ensino.

O falar em outras línguas é um Dom muito emotivo e neste caso não vamos anular as emoções, mas vamos Ter disciplina. Para quem nunca viu tal manifestação, muitas vezes fica assustado ou amedrontado. O fato é que o Espírito Santo jamais usou alguém sem usar a vontade e colaboração do indivíduo. Isto quem faz é o diabo. Nunca haverá uma imposição da vontade do Espírito Santo sobre a do homem, mas sempre uma parceria.

A Única Profecia É A Pregação da Palavra?

O Espírito usa a pregação e o Dom de profecia.

Ao mesmo tempo, durante a pregação de uma mensagem, é possível o pastor ser ungido e inspirado pelo Espírito Santo e profetizar; isto é na hora certa, sem saber a necessidade, ser impulsionado pelo Espírito a dizer algo do céu para edificar, consolar e encorajar o ouvinte e até mesmo declarar o futuro informando e conclamando a igreja.

Basicamente o Senhor vai usar a pregação da Palavra para falar aos nossos corações. Este tem sido o método de Deus ao longo dos séculos. Já afirmei antes e torno a afirmar novamente, onde há uma pregação vigorosa e com conteúdo da Palavra de Deus, o Dom de profecia tende a se manifestar com menos intensidade.

Sempre a exposição da Palavra de Deus deve comunicar consolo, edificação e encorajamento. Está é profecia.

Mas dentro dos propósitos de Deus pode haver inspiração para o Dom de profecia seja exercido e Deus seja glorificado. É importante ficarmos em sintonia com o Espírito e sermos usados por Ele da maneira que Ele quiser.

Quais Seriam s características de um Ágago no Século XXI?

A - um homem simples - não chamaria a atenção sobre si mesmo.

B - um cristão maduro - cheio de amor

C - conhecedor das Escrituras

D - integrante do ministério cristão, cuja vida em todos os aspectos seria um exemplo de santidade e dedicação a Jesus Cristo. Por sua simplicidade talvez nem o reconhecêssemos, só depois de cumprir uma de suas profecias.

O Que Fazer Para Regular as Profecias?

1o - O pastor deve estudar profundamente o assunto.

2o - Espírito de compaixão e disciplina para trazer o povo de volta a posição central e a pratica bíblica.

3o - Agir com coragem, sem medo de ofender. Para os profetas sempre haverá seguidores prontos para defender o seu ministério. Poderemos perder alguns irmãos do nosso convívio. Enfrentar com firmeza qualquer situação que fira a soberania das Escrituras. Deixemos as conseqüências com o Deus. Uma operação cirúrgica dói, mas o organismo sobreviverá e reagirá bem após ser cortada a parte contaminada.

Durante Uma Mensagem Pregada do Púlpito, pelo Pastor, Alguém Pode Interrompê-la Com Uma Mensagem Profética?

Jamais. Deus jamais luta contra si mesmo. Quando a mensagem de Deus está sendo pregada numa reunião, Deus não interrompe com outra mensagem. A pregação da Palavra de Deus é o âmago, o cerne, o centro do trabalho do cristianismo; é a fonte de orientação tanto para o crente como para o incrédulo. Tudo num culto deve levar o ouvinte a escutar a Palavra de Deus. Se este trabalho é tão árduo e Deus o usa para alcançar os seres humanos, deve ser interrompido por qualquer outra coisa? Se o pastor prega dirigido pelo Espírito Santo... Se tem preparado uma mensagem das Escrituras, ungindo-a com sua meditação e orações, quem será mais capaz de declarar a vontade de Deus no culto do que este mesmo pastor? Se depois da mensagem alguma pessoa se levantar e confirmar pelo Espírito Santo a verdade já pregada, então sim, tudo estará sendo feito com ordem. Mas interromper a pregação nunca. A não ser que haja um derramamento especial do Espírito Santo como resultado da pregação, isto jamais pode ser a vontade de Deus.

Soli Deo Gloria

Pr. Luiz Fernando R. de Souza

2 comentários:

  1. Amado pastor!
    Que norte e esclarecedoras palavras para tempos de tanta invenção humana.
    Em cristo
    Andréia

    ResponderExcluir
  2. Olá, Pr Luiz

    Permita-me um questionamento:
    a) Conf. I Co 14.3, os objetivos da profecia são: Edificação, exortação e consolação.

    b) Se "língua" interpretada edifica...
    "... que também interprete para que a igreja receba edificação" - I Co 14.5.

    c) Por que não pode ser considerada profecia?

    Abraços
    Pr Ronaldo Franco
    pastor_franco@yahoo.com.br

    ResponderExcluir