11 agosto 2011

PENSANDO SOBRE PROFECIA - PARTE II


Eu Sou o Senhor Quem Vos Fala - Existe isso em nossos dias?

Quando aquele que profetiza usa: "Eu sou o Senhor que vos falo", o pronunciamento fica colocado numa tal altura que exige a obediência cega. Quem poderia julga uma profecia assim? I Cor. 14:29 “E falem dois ou três profetas, e os outros julguem”. Há duas correntes de interpretação para este julgar: 1a. a igreja julga - 2a o ministério local julga. Pela prática de vida me parece mais razoável o ministério julgar, haja vista, o total despreparo por parte dos cristãos.

Neste tipo de profecia, parece que há alguém dentro deles ou usando-os passivamente.” Hoje em dia esta expressão não é mais utilizada. No Novo Testamento não há registros de nenhum profeta se referindo nos mesmos termos utilizados como os antigos profetas o faziam. Quando utilizam esta expressão "Assim diz o Senhor ou Eu sou o Senhor quem vos Fala" simplesmente erram grotescamente. Creio que assim procedem para conseguirem autoridade espiritual. Um bom ensino bíblico acabaria com esse erro no meio da igreja.

A verdade é que os profetas da Bíblia falaram com suas próprias palavras aquilo que o Espírito Santo colocava em seus corações. Nunca serviram de alto falante de Deus. O Espírito Santo colocava em suas mentes o assunto. Dava-lhes ousadia/poder, mas eles sempre falavam com suas próprias palavras."Eu sou o Senhor que vos falo", quando é usado pelos "profetas", serve para chamar a atenção, porque quase sempre o conteúdo é sem peso, lastro ou expressão. Parece-me que quando as pregações são vigorosas e com conteúdo essa tendência de profetizar cai por terra. A própria pregação da Palavra é suficiente. Lembro-me de um incidente quando era seminarista. Uma missionária dava seu testemunho sobre seu chamado quando um homem levantou e começou a profetizar nos termos acima. Pedi a alguns diáconos que o fizessem calar, mas ninguém se aventurou julgando que Deus falava naquele momento. Vendo o constrangimento do pastor presidente, me aproximei daquele senhor e pedi que ele se assentasse. Ele virou para mim e disse: "Não toqueis no ungido do Senhor". Então eu respondi: cala a boca e senta logo!. Foi constrangedor mas necessário.

7.8.7 Buscar Em Uma Revelação a Vontade de Deus é correto?

Devemos sempre buscar a vontade de Deus sempre. Para conhecermos a vontade de Deus temos a oração e a Palavra. Buscar em oração que Deus se revele aos nossos corações é certo. Mas quando não me satisfaço em andar com fé em Deus e exijo uma antecipação do futuro por profecia, então desfiguro totalmente o sentido de profecia. Isso muitas vezes acontece porque somos e nos tornamos imediatistas. O momento sociológico é marcado pela volatilidade. Somos a geração do fast food. Gastar tempo em comunhão com Deus é algo inimaginável. Queremos tudo pronto e agora. Se Deus revelasse a Sua vontade desta maneira, ou seja, informando-nos exatamente o que aconteceria, não precisaríamos de fé nem das Escrituras. Bastaria uma "mensagem do céu" e a decisão do momento. Seriamos crianças a vida toda e nunca entraríamos em um processo de aprendizado e crescimento. É isso exatamente o que ocorre com um grande percentual de cristãos. Anos atrás saiu um casal de nossa igreja dizendo que não permaneceriam porque não havia profecia na igreja. Ao comentar sobre isso disse que se a exposição da Palavra não era suficiente então tinham saído tarde demais. Tornaríamos em objetos mecânicos. Deus evidentemente nos guiará em cada decisão, se andarmos humildemente por meio da fé nEle e não precisaríamos de "conselhos espirituais". Deus se expressará diretamente em nossas vidas.

7.8.7 A vontade de Deus Sobre Determinados Assuntos, onde encontrá-la?

Buscar a vontade de Deus para alguns assuntos por meio de profecias como por exemplo: casamento, residência, fazer uma viagem etc..

Deus não é agência de matrimônio ou imóveis ou de viagens.

Orar por cada detalhe de nossas vidas não pecado e é certo que o Senhor nos orientará, mas buscar isso por meio de profecia descaracteriza o Dom e o ser humano.

"casamento" - o padrão bíblico é a união entre crentes. "não se ponha sob julgo desigual".

Quando você busca a solução nesta área por meio de profecia, você pode encontrar uma destas profetizas com uma filha precisando de casamento e... O mundo possui seus cartomantes, adivinhos e bolas de cristal. Não tragamos isto para dentro da igreja. Use o bom senso que Deus lhe deu. Dependa do Espírito em cada detalhe, mas não se submeta aos exploradores que em nome de Deus, só querem ser chefes da sua vida, só querem mandar. Com certeza por trás disso está a busca por poder, reconhecimento e dinheiro. Há alguns anos um parente meu, que sempre vinha passar os finais de anos conosco, não veio. Ao perguntar sobre o motivo fui informado que uma profetiza havia dito que se ele viesse ocorreria um acidente com sua família. Então propus buscá-lo em meu carro utilizando o argumento que houvesse o acidente os dois morreriam e que a Bíblia diz que estar com Cristo é melhor do viver nesta vida. Nada mudou. Quatro meses depois recebi um telefonema desta pessoa que não veio me pedindo para marcar hotel para eles gozarem suas férias. Então lhe disse que perguntasse primeiro para a profetiza se ela autorizava tal viagem. Precisamos adquirir na vida 3 tipos de independências: A Espiritual; A Psicológica e a Financeira, caso contrário seremos manipulados sempre.

7.8.7 Por que Deus Não Usa um Terceiro Para Me Dar Instruções a Respeito de Minha Vida?

Leiamos At. 9:10-16

Ananias recebeu instrução para visitar Paulo. Não recebeu ordens para transmitir a Paulo, mas apenas instrução sobre seu próprio trabalho. Ananias não informou nada a Paulo sobre seu futuro. Foi o Espírito Santo quem fez isto. Cada um destes homens recebeu as ordens diretamente do Senhor.

A confirmação de algo que o Senhor já me falou pessoalmente, isto é profecia, mas uma ordem sobre um assunto é um desvirtuamento do princípio bíblico.

Deus espera que caminhemos com nossas próprias pernas. Precisamos aprofundar nossa relação com Deus para que Ele nos fale diretamente e possamos crescer integralmente. Já pensou se tivéssemos que falar tudo que nossos filhos fossem fazer, mesmo na fase adulta de vida? Estaríamos criando dependentes por toda a existência. Adquirimos autonomia e maturidade para a vida secular e também para a vida espiritual quando assumimos responsabilidades. Dependeremos sempre de Deus mas não de profetas.

Continua na próxima postagem

Soli Deo Gloria

Pr. Luiz Fernando R. de Souza

4 comentários:

  1. Amado Pastor, certa feita estive no interior de São Paulo e o Pastor de uma Assembléia de Deus me fitou de cima abaixo porque eu disse a ele que o diabo estava tentando usar um dos jovens de sua Igreja para cometer um grande pecado.
    Ele por sua vez como disse não gostou nada das palavras que serviriam para que o grande pecado não viesse a ser cometido.
    Bem, o lider dos jovens da Igreja dele assassinou uma prostituta da cidade.

    Bem, Deus não necessitava de mim realmente, ele precisaria que aquele Pastor estivesse mais ligado a ele orando e jejuando e buscando a face de Deus, mas ele estava ocupado com outros problemas.

    Certo dia eu estava em uma loja de celulares, quando me apresentaram um Pastor, olhei pra ele e me veio uma palavra. Faz a pergunta a ele:" Pastor o senhor tem uma amante?" Não tive duvidas e perguntei... quando ele irou e foi responder eu fechei os olhos e disse: "Ela esta gravida!".

    Ele se arrependeu da atitude que ia tomar e nos pediu uma ajuda.

    Outro caso foi um rapaz que vinha dentro da lotação, seu nome Marcos, o Senhor me falou o nome dele e deu algumas instruções para a vida dele. Bem ele saia com uma mulher casada, tinha diversos problemas. A questão é olhar para o hoje, se tornou um homem de Deus.

    Em seu texto noto que o irmão não confia em revelações, o irmão acredita que não precisamos de nenhum tipo de revelação.

    Já eu discordo, pois a alguns anos, um evangelista de nome Robson da cidade de Santo André esteve em minha casa, ele me disse que eu ia passar pelo fogo mas que iria sobreviver.
    Na mesma noite caiu um raio em minha casa, passou por mim, pela minha esposa e saiu pelo quarto dos meus filhos. Queimou diversos eletronicos no condominio que eu residia. Quem usou o Ev.Robson?
    Vou melhorar a questão. O Robson era ladrão, tentou assaltar minha casa, mas foi assassinado no Parque Ecologico em São Paulo, fato este que ficou conhecido pela divulgação da morte de 7 jovens, ocasião em que ele morreu com 08 tiros de calibre 45.
    Depois de morrer ele ressucitou e mudou sua conduta, servindo ao Senhor e é usado em revelações que são pura verdade. Quem usa ele?

    ResponderExcluir
  2. Caro pastor Luis Fernando,
    Sei que devemos estar elertas para discernirmos o que é de Deus e o que não é. Deus usa quem Ele quer e como quiser e para o Seu próprio propósito. Somos vasos e Ele é o Oleiro. Os nove dons espirituais são os meios de graça que o Senhor nos deixou, para que, pela Sua vontade, através do Seu Santo Espírito, possa manifestar (ou ministrar) o Seu poder no vaso ou no corpo. Isso não quer dizer que a Palavra não é suficiente. Seria uma heresia se eu falasse isso, pois a Palavra de Deus é profética e através dela Deus poe a "semente" no coração do homem, transforma vidas, faz com que a fé cresça e, enfim, a igreja é edificada. Mas em nenhum momento a Bíblia nos fala que Deus está impedido de falar (se revelar) aos seu servos, por qualquer motivo, através de alguma manifestação espiritual, como por exemplo através de algum dom (também). A Palavra de Deus é suficiente para exortar ou corrigir ou ensinar e advertir, mas se o Senhor quiser, por motivos (propósitos) que somente a Ele pertencem ou não (Ele é Soberano e nos ama e nos quer bem), Ele pode, sem descaracterizar a Sua Palavra (Bíblia), ou a Si mesmo, falar (ou se revelar) ao homem. Me incomoda quando "noto" que alguns "profetas" falam que Deus revelou ou orientou isso ou aquilo, quando vejo que "isso" tem sim conexão com as suas palavras no texto enviado. O Espírito testifica se "algo" é de Deus ou não. É verdade que o coração do homem é enganoso, mas quem somos nós para invalidar o primeiro pelo segundo? É necessário estar agarrados ao Espírito (da verdade) para discernirmos todas as coisas, sempre com base na Palavra de Deus, como os bereanos.

    Grande abraço.
    Em Cristo,
    Samuel Gimarães

    ResponderExcluir
  3. Pastor Luiz Fernando, aqui é o Deivison (Igreja Batista Ágape), onde tem como pastor Pedro Balbino, não sei se o senhor lembra, mas me examinou na última banca lá na ormiban. Com certeza o que precisamos hoje é depender de Deus, e examinar piamente as Escrituras, muitos perecem por falta de conhecimento, por as vezes acreditar em determinadas "profecias", "revelações" que as jogam para o buraco. Conheço pessoas que já sofreram muito po causa disso. Hoje infelizmente a igreja, as pessoas preferem o caminho mais fácil e rápido e muitas vezes caem nesse erro. Creio eu que a maior revelação de Deus foi Jesus Cristo, e tudo que precisamos saber sobre Deus, sobre seus princípios está na Sua Palavra. Precisamos urgentemente voltar-nos para a Palavra e assim evitar-mos muitos constrangimentos e sofrimentos. Que o Senhor tenha misericórdias das nossas vidas, e que estajamos sempre prontos para falar as verdades de Deus e não o que o povo deseja ouvir.

    Deus abençoe a sua vida, gosto muito dos seus comentários.

    ResponderExcluir
  4. Abordagem atual em tempos de muitas vozes falando. Texto esclarecedor quanto aos princípios bíblicos. O que mais me preocupa é ver pessoas humildes, sinceras sendo manipuladas. O que me deixa bastante chateado é que as pessoas que ficaram frustradas pelo não cumprimento da tal “revelação ou profecia” passa a culpar Deus e não o falso profeta.
    Graça e Paz, Pr Jonas

    ResponderExcluir