08 agosto 2010

IGREJA, LUGAR DE COMUNHÃO E VIDA


IGREJA, LUGAR DE COMUNHÃO E VIDA- Salmos - 133

OH! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união! É como o óleo precioso sobre a cabeça, que desce sobre a barba, a barba de Arão, e que desce à orla dos seus vestidos; Como o orvalho de Hermom, que desce sobre os montes de Sião; porque ali o Senhor ordena a bênção e a vida para sempre”.

O Senhor Jesus Cristo morreu na cruz para, além da remissão de nossos pecados, constituir para Deus um povo chamado igreja. Essa igreja deve manifestar o propósito de Deus na terra. É na comunhão dos irmãos que a igreja mais se aproxima desse propósito. Ali, como diz o salmo 133, o Senhor ordena a benção. Parece que Davi antevia o benefício das reuniões da igreja. Na comunhão da igreja temos cobertura e proteção espiritual –

I Cor 5:5. Ou seja, enquanto estamos em comunhão com nossa igreja estamos guardados espiritualmente pela proteção oferecida pela mesma. Mas também temos na igreja a comunicação de dons espirituais – Rm. 1:11. Na comunhão da igreja somos orientados pela Palavra de Deus – II Tm 3:16.

Na igreja encontramos oportunidade para aumentar nossa fé – Rm… 10:17, além de muitos outros benefícios. Mas um fenômeno recente está nublando e obstaculizando a comunhão dos santos em suas igrejas locais. É o advento dos tele-evangelistas. Por entrarem em nossos lares em horários variados atendem algumas necessidades dos cristãos e dentre elas a desobediência à Palavra de Deus que nos ordena a não abandonarmos nossas congregações como é costume de alguns – Heb. 10:25. Muitos cristãos acham que assistindo um programa evangélico em casa, suas idas às igrejas locais foram cumpridas ou sua adoração foi realizada nos moldes bíblicos. Ledo engano. Antes pelo contrário. Estamos negligenciando a Palavra de Deus, perdendo oportunidades de sermos abençoados (porque ali o Senhor ordena a benção). Mas existe ainda um sério problema. Quando nos abrimos para esse tipo de cristianismo, ficamos vulneráveis a receber todo e qualquer tipo de doutrina seja ela boa ou má. Pelo que tenho visto pelas pregações na televisão a maioria possui uma teologia de péssima qualidade e a maioria dos sermões caminha para auto-ajuda. Assim nos comportando, logo logo, deixaremos de dizimar em nossa igreja local e passaremos enviar os dízimos e ofertas para os tele-evangelistas que estão com a boca bem aberta buscando arrecadar mais para se manterem no ar. Já existe igreja oferecendo a Ordenança/Sacramento da Ceia pela televisão, quando o cristão pega um pedaço de pão e um pequeno cálice e assistindo a um culto participa da Ceia do Senhor em sua própria casa. (Modelo totalmente anti-bíblico). Essas propostas levam à geração de cristãos sem compromissos com suas comunidades locais, fracos na fé, ausentes nas Ordenanças/Sacramentos, infiéis à Palavra, frios e inadimplentes com Missões, egoistas e realmente nulos/inócuos para com Deus.

O modelo utilizado por muitas igreja de pequenos grupos, embora ofereça boas oportunidades de evangelismo e aproximação dos cristãos, não substitui a igreja em suas reuniões solenes. Igrejas nos lares como modelo de igreja não substitui a igreja local. Muito mais do que estar juntos orando, lendo a Bíblia e falando de Jesus a igreja local é propósito de Deus. Na igreja existem dons de benefícios mútuos que não existem em reuniões quaisquer. Por exemplo: quem alimenta ovelha é pastor. Pastor que traz a Palavra de Deus aos nossos corações na unção do Espírito Santo. As ordenanças são para igrejas locais constituídas e não para qualquer grupo etc.

O propósito de Deus ainda continua o mesmo – Ef. 5:19, 20 “falando entre vós em salmos, hinos, e cânticos espirituais, cantando e salmodiando ao Senhor no vosso coração, sempre dando graças por tudo a Deus, o Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, sujeitando-vos uns aos outros no temor de Cristo”.

Se você deseja ser um cristão que obedece a Palavra de Deus e um exemplo para seus irmãos na fé, participe de sua igreja. Ore por sua igreja. Seja um ofertante regular naquele lugar que o Senhor o plantou. O que mais importa não é agradarmos a nós mesmo, mas a Deus que nos amou e nos salvou. Mesmo que você não se sinta culpado em negligenciar sua igreja local. Mesmo que você se sinta satisfeito em ficar em frente a televisão ouvindo alguém falar em nome de Deus. Quero lhe lembrar que isso ainda é pecado e pecado Deus aborrece profundamente. Não se acomode e acostume com este estilo de vida.

CREIO FIRMEMENTE QUE IGREJA É LUGAR DE COMUNHÃO E VIDA.

Soli Deo Gloria.

Pr. Luiz Fernando Ramos de Souza

5 comentários:

  1. VOCÊ JÁ CONHECE O P.R DEUSDETH? NÃO?

    ELE ESTÁ DE FÉRIAS EM CANCUN E NOS ENVIOU ALGUMAS FOTOS COM SEUS "AMIGUINHOS"...

    VEJA COMO ESSE GRANDE HOMEM É BEM RELACIONADO:

    http://diariodoppastor.blogspot.com/2010/07/amigos.html

    ResponderExcluir
  2. Amado pastor Luiz Fernando,
    Graça e paz.
    Sua maravilhosa mensagem fez-me lembrar dos ciúmes de Davi pelos pássaros que podiam facilmente construir seus ninhos, perto ou mesmo, no altar.
    “O pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si, onde acolha os seus filhotes; eu, os teus altares, Senhor dos Exércitos; Rei meu e Deus meu! “ - Esta foi a forma da inveja humorada encontrada pelo salmista para expressar seus mais profundos anelos ao desejar estar o mais próximo que possível do Criador:
    “quão amáveis são os teus tabernáculos” - É assim que o Rei Davi se referia ao lugar escolhido por Deus para revelar a sua presença ao seu povo.
    “BEM AVENTURADOS OS QUE HABITAM EM TUA CASA; LOUVAM-TE PERPETUAMENTE” - “Em tua casa” ou seja no templo, tem o significado de um encontro com Deus, que para Davi, se tornava um céu na terra.
    Para estarmos bem próximos de Deus; Para que Deus revele a sua presença precisamos estar em Sua casa. Na Sua igreja seremos cristãos altruístas, significantes e válidos ao invés de egoístas, inócuos e nulos em relação à obra de Deus.
    Parabéns pastor, pelas lembranças, sempre oportunas.
    Seu conservo nEle,
    Alberto Couto Filho

    ResponderExcluir
  3. Caríssimo Pr. Luiz
    irretocáveis suas palavras, não vejo outra coisa na maioria dos teleevangelistas além de "uma péssima Teologia" parafrasenado suas palavras. este tipo de prossedimento dito: "cristão" nada mais é do que a goela do inferno, mesmo que se fale em Deus, as pseudo mensagens a um povo chamado "Vã Esperança" me lembram o final do livro de John Bunyan (O Peregrino), onde em seu sonho ele viu que vã esperança foi amarrado e jogado no inferno, Bunian fica impressionado com o que vê. então ele acorda e tudo não passava de um sonho. Será mesmo um sonho??? tão próximos do céu, e ao mesmo tempo tão longe do mesmo.

    ResponderExcluir
  4. "Como eu amo o teu templo
    Como é bom vir aqui
    com alegria a ti eu canto
    Oh meu Deus e Salvador"

    Lembrei-me do Vozes! No mais, um comentário... Seu uso de duas palavras para referir-se à ceia (ordenança/sacramento) me faz pensar que quando esvaziamos o sentido sacramental da Ceia e enfatizamos que é SOMENTE um símbolo, fazemos com que as pessoas percam a noção de que o sagrado está presente naquele momento. Assim, se é só um símbolo, posso participar de vez em quando, ou mesmo sentir sua realidade pela TV. Mas se é um sacramento, vou entender que preciso estar ali, com meus irmãos e receber corpo e sangue de Cristo sob o pão e sob o vinho. Não por obrigação, mas por desejo ardente de estar junto com Cristo e com sua Igreja. Reflitamos sobre tais coisas, pois são bons temas para pensar.

    No mais, os pastores precisam ser bem formados, para que os membros percebam a diferença de seu ensino. Se eu for a uma igreja e perceber que o sujeito do púlpito sabe menos sobre a Bíblia que meu vizinho de quinze anos... é complicado! Claro, com isso não quero dizer que devam desfilar conhecimento inútil nos sermões, mas que devam respaldar sua palavra com uma reflexão prévia consistente.

    Abraço anônimo, mas sincero.

    ResponderExcluir
  5. BOA TARDE PASTOR, PARABENIZO PELA COLUNA ESCRITA NO JORNAL A PALAVRA NUMERO 10 É UMA PENA QUE A MAIORIA OU GRANDE PARTE DAQUELES QUE SE DIZEM PREGADORES DO EVANGELHO NÃO PENSA DESTA FORMA E POR ESTE MOTIVO NÓS QUE DIVERSAS VEZES CRITICAMOS A IGREJA CATOLICA, CORREMOS O RISCO DE COMETER O MESMO ERRO, DE MATAR EM NOME DE DEUS, CONSTRUINDO UMA MONARQUIA ABSOLUTA ONDE APENAS OS AMIGOS DO "REI" GOZAM DE PREVILEGIOS ORIUNDOS DA EXPLORAÇÃO DO COMERCIO DA FÉ.
    OBRIGADO POR TER ME ABENÇOADO ATRAVÉS DESTE TEXTO.
    UM GRANDE ABRAÇO DO PASTOR DA IEQ E ADVOGADO; OBERDAN PEREIRA

    ResponderExcluir