30 julho 2010

O DEUS DE TODA PROVISÃO

O DEUS DE TODA PROVISÃO

E quarenta anos vos fiz andar pelo deserto; não se envelheceram sobre vós os vossos vestidos, e nem se envelheceu no teu pé o teu sapato”. Dt. 29:5

Deus é o Deus de toda provisão. Em toda história de Israel o Senhor foi aquele provedor em todas as instâncias. O povo havia saído do Egito e não tinha onde buscar suprimentos, mas tinham o Senhor o Deus de toda provisão. Durante toda peregrinação pelo deserto, 40 anos, o Senhor proveu cada necessidade. O texto nos diz que nas pequenas coisas Ele sempre foi presente. Durante 40 anos os sapatos e as roupas dos israelitas não envelheceram. Estavam guardados por Aquele que não dorme. Quando a fome apertou o Senhor lhes enviou o maná. Quando a sede estava insuportável, água da rocha saiu. Deus tem cuidado especial com aqueles que são seus. Ele não diminui, em seu ser, quando opera em favor de Seu povo. Seu poder e atuação são constantes. Hoje, Ele é o mesmo. Seu ser não sofreu mudanças. As promessas feitas foram cumpridas. Sua vontade realizada. Seu plano de salvação foi executado na cruz do Calvário. Jô afirma: “Bem sei eu que tudo podes, e nenhum dos teus pensamentos pode ser impedido. (Jô 42:2). Cada necessidade de nossas vidas será suprida em Cristo Jesus. Falta-nos confiar e descansar no amor do Pai. A grande verdade é que o Senhor nunca vai nos esquecer e desprezar. A Bíblia diz que estamos em Suas mãos e que ninguém pode nos arrebatar de lá. Da menor ou maior necessidade Ele terá cuidado. Muitas vezes achamos que Deus proverá somente coisas materiais, mas Ele supri as nossas necessidades íntimas. Ele nos dá senso de valor. Nos encoraja e estimula e acima de tudo nos da a certeza que somos aceitos em Sua intimidade. Quando ninguém nos compreender e acharmos que estamos sós, Ele nos suprirá nesses momentos. Nunca estaremos sós. Ele que provê os pardais não nos suprirá a nós que somos seus filhos? Meu irmão o Senhor é Deus de toda provisão. Vamos louvá-lo por isso e nunca nos esqueçamos que nossas vidas estão em suas mãos que podem nos suportar em qualquer situação.

Soli Deo Glória

Pr. Luiz Fernando Ramos de Souza

17 comentários:

  1. ... e por que será que tantas vezes não percebemos o cuidado do Eterno? Por que será que fechamos nossos olhos para tudo que Ele nos oferece manhã após manhã? Tardios em agradecer... Por outro lado, quando pensamos que falta algo, somos ligeiros em dizer: "Onde está Deus?" Imaturos. Somos como meninos mimados. Percebemos quando o pai nos nega um skate, mas não reparamos no alimento, na roupa, na cama, no cuidado que nos oferece em simples e despretencioso amor. Que Ele nos acolha e nos ajude a crescer.
    Abraço anônimo, mas sincero.

    ResponderExcluir
  2. Querido Pastor Luiz Fernando,

    A paz do Senhor,

    Profundo o seu texto, hoje estava precisando ler algo assim.

    Deus continue lhe abençoando,

    Um grande abraço,

    No Amor de Cristo,

    Pastor Flavio Ferreira Constantino.

    ResponderExcluir
  3. Amado Pr.

    Maravilha de texto!!!!
    Não estamos sós e isto basta!
    Inspirado, revi alguns cânticos para corroborar os ditos inteligentes do nobre ministro. Olha o que encontrei:

    Ele te conhece muito bem;
    Conhece seus segredos, seus temores.
    Sabe o que se passa como você.
    Conhece sua angústia, suas dores.

    Ele sabe do seu dia-a-dia;
    Te guarda e você não quer entender.
    Você não diz nem mesmo OBRIGADO.
    Mas sabe ele se importa com você.

    Quantas vezes ele te livrou
    E você pensou ser um acaso.
    Uma coinciência, nem liguou;
    Nem se apercebeu; fez pouco caso

    O refrão:
    Ele chora quando voce chora.
    Sente a sua dor o seu sofrer.
    Padeceu morreu lá numa cruz
    Por amor fez tudo por você.

    O amado pastor se importaria de saber que estou chorando por isso?
    A paz
    Alberto Couto Filho

    ResponderExcluir
  4. Pr. Luiz Fernando,

    graças a Deus por Cristo, que nos uniu ao Pai eternamente.

    Texto abençoador.

    Cristo o abençoe!

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
  5. Prezado irmão Anônimo,
    agradeço sua visita e comentário. O que poderia acrescentar ao seu comentário. Foi preciso e incisivo.
    Deus o abençoe ricamente
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  6. Prezado colega Pr. Flávio,
    encho-me de alegria em saber que o texto lhe foi útil. A Deus seja a Glória. Que sobre sua vida não falte a unção do Alto.
    Um abraço.
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  7. Prezado irmão Alberto,
    só podemos verter lágrimas diante de um cântico tão lindo. Eternamente seremos gratos pelo cuidado do bom Pastor.
    Seu blog ficou sensacional. Já visitei e recomendei no meu.
    Um abraço
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  8. Prezado irmão Jorge,
    somos devedores ao Pai por tudo que nos fez.
    A Deus seja a Glória.
    Um abraço
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  9. Graças ao Senhor, que isto sempre será realidade na vida dos servos do Deus Altíssimo. Em nossa vida e ministério temos desfrutado desse suprimento constante, seja em forças, seja em encorajamento, seja em socorro e auxílio em horas de desespero e lutas, ou mesmo em situações de dificuldades financeiras. E sem necessidade de "semear" as "sementes financeiras" de R$ 610,00 do Malafaia e de seu falso profeta Morris Cerullo. E sem "liberar" uma "palavra profética". E sem a assistência dos "anjos financeiros", ou da "unção financeira dos últimos dias".

    ResponderExcluir
  10. Prezado colega Pr. Sérgio,
    esse conforto recebido do Senhor nunca cessará. O Colega muito bem disse que ele vem pela soberana graça de Deus e que não precisamos de muletas de R$ 610,00 e nem de anjos financeiros. Deus o abençoe ricamente,
    Um abraço
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  11. Curiosamente, depois do povo de Israel ter passado o Jordão, entrado na terra da promessa e celebrado a Pàscoa, "cessou o maná", conforme está escrito em Josué 5.12: "No dia imediato, depois que comeram do produto da terra, cessou o maná, e não o tiveram mais os filhos de Israel; mas, naquele ano, comeram das novidades da terra de Canaã". Depois que passamos por um momento de deserto em nossas vidas, percebemos o quanto pudemos ser felizes curtindo a nossa comunhão com Deus. Na terra da promessa já não se tem mais a mesma necessidade de certos livramentos e consolos. Enquanto estamos num deserto, nossa auto-suficiência é desmascarada e temos a oportunidade de conhecer a obediência mesmo nas horas difíceis, desenvolvendo nossa confiança em Deus apesar das situações adversas. Um dia, entendemos que o deserto pelo qual passamos fez bem ao nosso caráter, tornando mais forte o relacionamento que temos com Deus, o que às vezes é esquecido quando tudo segue no nosso controle.

    ResponderExcluir
  12. Prezado irmão Rodrigo,
    seu comentário lembrou fatos e princípios importantes para a vida Cristã. Em tudo o Senhor trabalha para o bem daqueles que o amam, até nos vários desertos da vida.
    Um abraço
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  13. Luiz é muito bom saber que não estamos sozinhos
    já estava me sentindo abandonado e esquecido.
    As forças se renovam para a luta de cada dia.
    Assim como no deserto que Deus cuide de mim
    para não envelhecer e acabar rápidamente.

    ResponderExcluir
  14. Tenho a impressão que em breve, Deus vai derrubar as paredes dos Templos sultuosos e levantar uma igreja sem templos mas com sua glória e seu poder.
    como a igreja de atos dos apostolus,ai as estrelas dos pulpitos cairão.se não concordarem comigo, veja a diferença entre a igreja de atos e a de hoje. Que se quebrem as moletas das vantagens financeiras dos pulpitos de hoje.
    A paz seja com todos.Pr Aécio Tavares Fortaleza-ce pastoraecio@gmail.com

    ResponderExcluir
  15. Prezado irmão Fred,
    nunca estaremos sós. O Senhor nos fez uma promessa de nunca nos deixar. Essa realidade é um grande consolo. Fique firme nela.
    Um abraço
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  16. Prezado colega Pr. Aécio,
    Nossa missão é sermos bons dispenseiros da Palavra. O irmão está correto. Que anunciemos o puro Evangelho e deixemos Mamon de lado.
    Obrigado por sua visita e comentário.
    Um abraço
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  17. Estimado pr. Aécio,
    Entendo a mensagem, mas temo também que haja entre nós um movimento contrário às instituições, como se elas fossem más em si mesmas. Não me parece esta a luta que devemos lutar. A igreja dos apóstolos rapidamente se institucionalizou, e isso não é ruim. Instituições fortes têm potencial para formar melhor os servos de Deus e equipá-los de modo mais completo para esse mundo complexo em que vivemos. Por isso, acho que os templos não precisam cair, mas nós mesmos, como pequenos templos de Deus, precisamos ser limpos e aprender a viver em Igreja de forma mais transparente e honesta.
    abraço anônimo, mas sincero.

    ResponderExcluir