18 março 2020

CORONA VÍRUS - A INSEGURANÇA MUNDIAL E O ESCONDERIJO DO ALTÍSSIMO


.

Essa pandemia que varre o planeta demonstra com muita segurança que o mundo é inseguro. O conceito de aldeia global, termo criado pelo filósofo Herbert Marshall McLuhantinha o "objetivo de indicar que as novas tecnologias eletrônicas tendem a encurtar distâncias e o progresso tecnológico tende a reduzir todo o planeta à mesma situação que ocorre em uma aldeia: um mundo em que todos estariam, de certa forma, interligados". 
Vivemos esta tremenda realidade com uma intensidade nunca vista antes. Estamos totalmente interligados tanto pelos meios de comunicações, quanto pelos de transportes. Isso gera condições excepcionais tanto para o bem como para o mal. Sabemos de tudo em real time, tempo real, e isso assusta. A pandemia do Corona Virus, tornou-se em pandemia do mêdo. Conseguiu colocar mais de 7.200.000,000 de seres humanos em pânico, gerando insegurança mundial. O status de Aldéia Global aproximou, interconectou tudo e todos inclusive o pânico. Ao mesmo tempo que estamos conectados, esta conexão nos isola de todas as formas. Países fecharam suas fronteiras e estados de federações fizeram o mesmo. Na realidade vivemos um equilíbrio desequilibrado. Certamente poucos ganharão e muitos perderão. 
Então o Corona Vírus, aprofundou o já gritante isolamento que vivemos. Na era digital e das mídias sociais, criamos uma geração de ermitões e egoístas e essa pandemia agudizou este modus vivendi. Todos aconselhados a se isolarem e tocar suas vidas hermeticamente. 
Sim, o mundo criado para acolher a raça humana, a mais gloriosa obra de criação de Deus, tornou-se um lugar inseguro de se viver e isso graças a essa mesma raça que se encontra alienada do Criador. Essa alienação provoca uma fome insaciável de querer e poder cada vez maior. Essa fome, além de não preencher o vazio do homem, provoca uma deterioração de tudo em redor do mesmo. Isso deveria levar o homem a repensar seu modo de vida predatório, mas como diz a Palavra de Deus, "um abismo chama outro abismo". 
Mas em cada crise desponta uma oportunidade. Para igreja esse pânico mundial é uma porta aberta para evangelização global. Como o Senhor disse à igreja em Filadélfia "eis que diante de ti pus uma porta aberta, e ninguém a pode fechar". Diante do pânico e da insegurança eis a mensagem do Evangelho que transforma e abriga o homem no esconderijo do Altíssimo
Cristo disse: "Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize". Essa paz gera segurança diante da insegurança global. A igreja precisa do sopro do Espírito, para que aquecida, incendei o mundo com o poder do Evangelho. A porta está aberta e ninguém pode fechar. Esse pânico generalizado propicia corações e mentes mais sensíveis à Palavra de Deus. O vazo de barro que contém o tesouro do Evangelho precisa ser quebrado para que o tesouro seja vivenciado em plenitude.
A igreja, nestes momentos, deve se apresentar desafiadora e forte porque sabe muito bem que o Senhor nosso Deus é soberano.
Essa pandemia está dentro dos propósitos de Deus e houve permissão Sua para tal. Os cristãos não devem demonstrar medo ou pânico diante das notícias, porque têm na Palavra de Deus a promessa do cuidado e livramento do Senhor. Com ou sem Corona Vírus somos e pertencemos ao Senhor e Ele continua sendo nosso Pastor e nada nos faltará.
Quero salientar que Deus é o dono e Senhor Soberano de tudo e todos. Nada acontece sem que esteja dentro dos planos de Deus.
Esse é o tempo para os fortes. É tempo dos justos resplandecerem no Reino do Pai.

SOLI DEO GLORIA

Pr. Luiz Fernando R. de Souza



Nenhum comentário:

Postar um comentário

LIVE - O QUE A IGREJA TEM A DIZER NESTES DIAS DE CRISE MUNDIAL?

O QUE  IGREJA TEM A DIZER NESTES DIAS DE CRISE MUNDIAL - PANDEMIA?