02 novembro 2011

TOCAR SHOFAR NA IGREJA, O QUE E ISSO?



Replico esta postagem por entender que continua o processo judaizante da igreja. Aquilo que Paulo combateu adentrou na igreja pela porta da frente e somente descaracteriza o Evangelho.

Depois que vi este vídeo não posso deixar de tecer alguns comentários. Sugiro que você veja este vídeo duas vezes e depois acompanhe os comentários abaixo.
O que está acontecendo com a igreja é algo estarrecedor. Existe uma prática consciente de abandonar o Novo Testamento como norma para o cristão e um abraçar exacerbado em adotar práticas vétero-testamentárias como normas para os dias atuais. Os batistas têm como princípio distintivo doutrinário que o livro de norma prática para o cristão é o Novo Testamento. Somente o Novo Testamento é a lei para o cristão. Isso não nega a inspiração ou proveito do Antigo Testamento, nem que o Novo Testamento é um desenvolvimento do Antigo. Afirma, sem dúvida, que o Antigo Testamento, como um sistema típico, educativo e transitório, foi cumprido por Cristo, e como norma legal e caminho de vida foi cravado na cruz de Cristo e assim tirado do meio. O princípio ensina que não devemos recorrer ao Antigo Testamento para encontrar lei cristã ou instituições cristãs. Não é ali que encontramos a verdadeira idéia de igreja cristã, nem de seus oficiais, nem de suas ordenanças ou sacramentos, nem de seu culto, nem de sua missão, nem de seus rituais e nem de seu sacerdócio.
Um exemplo clássico disso é que em muitas igrejas na consagração ao ministério pastoral pratica-se a unção com óleo. Isso deve ser para fazer referência ao ato de ungir com óleo o sacerdote no Antigo Testamento. No Novo Testamento a consagração ao ministério pastoral não é praticada com unção com óleo como símbolo do Espírito Santo. Mas em algumas denominações o erro continua.
Aplicando-se o princípio distintivo dos batistas ao vídeo acima podemos perguntar: Por que tocar shofar na igreja e em seus cultos? Qual a lógica de se criar uma escola para ensino dessa prática? Somente há uma resposta, são práticas estranhas ao Novo Testamento.
Os irmãos que aparecem no vídeo afirmaram algumas coisas e creio que não houve dolo da parte deles e até creio na sinceridade de suas intenções, mas um total desconhecimento de teologia e Bíblia. Gostaria de ponderar algumas afirmações feitas:

1a - Ao participar de um ato profético e ouvir o toque do shofar sentiu que era chamado por Deus.

Em primeiro lugar ato profético não é encontrado no Novo Testamento. Até hoje ninguém definiu teologicamente ato profético. Creio ser uma interpretação ou modismo ou introdução de uma linguagem chula no meio cristão. Se ato profético é fazer algo aqui na terra que será realizado no céu é no mínimo uma coisa infantil, para não dizer desprovida de intelectualidade. Pois bem, alguém ouvir outro tocar shofar e se sentir chamado é algo puramente subjetivo, emocional e não pode ser base para nada. Antes de qualquer coisa não existe chamado para se tocar shofar no Novo Testamento. Se o Novo Testamento é o princípio regulador para o cristão então este chamado é igual a nada. O senso que Deus falou conosco deve ser provado no crisol da Palavra, mas como isso levaria a uma grande frustração por parte daqueles que se sentem chamados, então se despreza a Palavra e firma-se nos sentimentos. Esse comportamento é puramente uma manifestação de carnalidade e expressão da pós-modernidade.

2a - O jovem disse que depois de aprender a tocar o shofar ele passou ter mais comunhão com Deus e as pessoas são tocadas pelo som do mesmo.

Isso é atribuir poderes miraculosos a um chifre de carneiro. Cheira a animismo. O desejo por maior comunhão com Deus não se dá através de sons de instrumentos, mas pelo simples fato que amamos a Deus e querermos Sua companhia. Se o motivador é tocar shofar então podemos dizer que outros sons também motivam. Um chifre de carneiro tem tal poder assim? Só porque alguém consagrou tal shofar ele agora passou a ser especial e ungido a tal ponto de mudar comportamentos e influenciar pessoas? Isso é muita infantilidade. Isso é desprovido de racionalidade e base bíblica. Mas essa onda judaizante que entrou na igreja está causando estragos irreparáveis. Pessoas serem tocadas pelo som do shofar é atrair atenção para si. É querer ser especial demais dentre muitos. Pelo que venho estudando a mais de 25 anos em teologia, Bíblia e história da igreja nada igual foi vivido pelos cristãos antes.


3a - O pastor afirmou que nós sabemos, através de textos bíblicos, que a igreja primitiva usava o shofar em batalha espiritual.

De qual Novo Testamento o pastor tirou tal afirmação? É uma afirmação no mínimo desleixada ou feita a esmo que induz ao erro. Nunca li isso no Novo Testamento. Possuo várias versões da Bíblia e nunca vi nada igual. Nunca soube pela história da igreja que isso foi utilizado pela mesma como meio de aproximação de Deus. Arma de Batalha espiritual? Isso é acrescentar ao texto sagrado o que ele não contém. As únicas armas que Paulo menciona no Novo Testamento estão em Ef. 6:13-20 que transcrevo abaixo:
"Portanto, tomai toda a armadura de Deus, para que possais resistir no dia mau e, havendo feito tudo, ficar firmes.
14 Estai, pois, firmes, tendo cingidos os vossos lombos com a verdade, e vestida a couraça da justiça; 15 E calçados os pés na preparação do evangelho da paz; 16 Tomando sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do maligno.
17 Tomai também o capacete da salvação, e a espada do Espírito, que é a palavra de Deus; 18 Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos, 19 E por mim; para que me seja dada, no abrir da minha boca, a palavra com confiança, para fazer notório o mistério do evangelho,
20 Pelo qual sou embaixador em cadeias; para que possa falar dele livremente, como me convém falar".
Não encontrei o shofar como arma de batalha espiritual, você encontrou?

4a - O pastor afirmou que o toque do shofar aponta para o Messias, que lembra a igreja que Ele está voltando e o toque do shofar anima a igreja.

Todo tipo no Antigo Testamento apontava para o antítipo que era Cristo. Mas como diz o autor de Hebreus esses tipos eram sombras do que havia de vir e quando Cristo veio os tipos perderam os significados, pois, já temos o verdadeiro e as sombras passaram. Então o pastor cometeu um erro elementar de não saber Bíblia. Mas como um pastor pode deixar de conhecer a Bíblia, sendo ela seu principal instrumento de trabalho? Acredito que deva ser mais um daqueles pastores consagrados que nunca se assentaram em um banco de faculdade ou seminário livre de boa procedência para estudar teologia. Se esse for o caso fico a me perguntar: De quem é a culpa? Da igreja que irresponsavelmente consagrou tal pessoa ou da pessoa que ambicionando status aceita tal irresponsabilidade? No fundo os dois são os culpados. Ambos negligenciaram os princípios da Palavra.
Afirmar que o toque do shofar lembra à igreja que Cristo está voltando é no mínimo brincadeira de mau gosto. Onde está isso na Bíblia? E agora falo da Bíblia toda e não somente do Novo Testamento. Afirmar que isso anima a igreja soa a criancice. O que deveria animar a igreja é a pregação vigorosa da Palavra de Deus. Deveria ser uma exposição do texto bíblico com preparo em pesquisas, oração e unção do Espírito Santo e nunca o som de chifre de carneiro. Tal afirmação enjoa e enoja qualquer pessoa de intelectualidade mediana.


5a - A repórter afirma que através de uma revelação de Deus nasceu a escola de shofar Brit.

Alguém disse que Deus falou e isso vira verdade. A questão que fica sem resposta é que o pastor disse que Deus não havia falado com ele, mas sua esposa volta de uma viagem a Israel e lhe traz uma revelação. Pergunto: "Quem é o cabeça nessa relação?" É a mulher que ensina o homem ou deveria ser o contrário, segundo Paulo? Mesmo que minha mulher trouxesse uma nova revelação para mim eu deveria provar isso à luz da Bíblia. Mas parece que o pastor aceitou tal revelação acriticamente. Isso é jogar no lixo toda forma de racionalidade em nome de uma espiritualidade doentia e mesmo evidencia a fraqueza e inadimplência de tal pastor diante da vida. Desde quando a mulher de pastor tem palavra autoritativa final na vida de pastor ou quem quer que seja? Ridículo!
Daí nascer uma escola para ensinar tocar shofar só mesmo acreditando em Papai Noel.

6a - O pastor afirma que conhecendo o shofar o chamado se evidencia.

Sempre entendi que quando existe um chamado de Deus ele parte de Deus e nunca de coisas materiais. Mas como os tempos mudaram e Deus deve ter mudado também seu modo de agir.

"Errais, não conhecendo as Escrituras, nem o poder de Deus"

Cabe a cada um de nós nos posicionarmos contra tais comportamentos e afirmações, mesmo que sejamos taxados de bitolados e retrógrados. Nosso eterno compromisso é com a Palavra e somente com Ela. Nada disso que está neste vídeo deve nos motivar, mas nos levar a rejeitar tais ensinos como erráticos e heréticos. Os resultados desses ensinos são: Cristãos alienados, sentimentais e pouco racionais, igreja sempre menina e nunca madura, espiritualidade doentia e adoecedora e ridicularização por parte do mundo.

Soli Deo Glória.

Luiz Fernando R. de Souza

43 comentários:

  1. Pastor, ouço falar de shofar a algum tempo, na minha cidade hoje não se expoe muito este assunto, graças a Deus.
    Quero parabenizá-lo pelo artigo. Deus continue a lhe abençoar e trabalhar sua vida como defensor da sã teologia bíblica. Estão brincando com coisa séria, e isto é muito sério. De Deus não se zomba. Guias cegos... Deus tenha misericórdia! SDG!

    ResponderExcluir
  2. Isso é mais uma invenção. Pastor Luiz, tem um personagem da TV que diz: "Quem não tem dinheiro conta história", parodiando: "Quem não tem doutrina conta história". Pior do que o picareta que inventa isso são os cegos que vão atrás.

    ResponderExcluir
  3. Pr. Luiz veja o simbolo na camisa do sujeito que se diz pastor, veja o nome da tal escola, veja de onde saiu o negó$io, de um revelamento que a mulher dele teve quando foi numa romaria a Jerusalém, veja onde o sijeito faz sucessso, na Igreja da Lagoa Pequena, veja quem o chamou para ensinar a aberração, uma tal de Pra. Angela. Veja o roda que o sujeito frequenta, aquele carnaval que são os "gideões". Está explicado. Quanto ao mais, não são protestantes, assim são mais um grupo que precisa ser evangelizado.

    ResponderExcluir
  4. Prezado colega Rev. Maurício Ferreira,
    agradeço sua visita ao blog e seus comentários. Talvez por puro desconhecimento e por uma crença simplória essas coisas adentram o meio evangélico. Fazem achando que descobriram a roda em pleno sec. XXI. Ainda veremos muita coisa pela frente em nosso meio.
    Deus o abençoe ricamente
    Um abraço
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  5. Meu querido colega Pr. Joelson,
    acredito que seja o caso de cego guiar cego. Realmente teologia passou longe dessa gente. O problema é que insistem que esses ensinamentos são verdades fundadas na Palavra. Ledo engano.
    Um forte abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  6. Postagem basatante esclarecedora.
    "Quem tem ouvidos para ouvir ouça"
    Em Cristo
    Andréia

    ResponderExcluir
  7. Prezado Pastor Luiz Fernando,
    Interessante seu texto, sempre leio os seus artigos. Sem pretensão alguma, gostaria de sugerir ao pastor que fizesse uma análise dos cometários, pois na verdade alguns não tem nenhuma relevância e não agrega nenhum valor. Por exemplo sinto livre para citar o do Joelson Gomes, não sei nem quem é, no mínimo agressor sem proveito algum. Acredito que o artigo fala do Shofar e não de igreja e denegrir a moral de alguém. Na minha opinião muito infantil e infeliz as colocaçoes. Seria interessante que possa rever seus comentário. Marco Antonio

    ResponderExcluir
  8. Prezado,

    Volto a dizer como disse outrora: Algumas lideranças de igrejas, ou a liderança, estão tapando os ouvidos para algumas invenções gospel, permitindo que tais experimentos sejam lançados no seio de seus templos, contaminando e confundindo os membros que não estudam e praticam a palavra de Deus. O modismo infiltra nesses corações pobres de conteúdo porque os seus líderes, muitas vezes, permitem e concordam com tais práticas, infelizmente.
    Mais uma vez, parabéns pelas colocações!

    Adriano / IBA

    ResponderExcluir
  9. Prezamigo pr. Luiz Fernando,

    A paz de Cristo, o nosso SEnhor!

    Esta matéria me causou tristeza e alegria.

    Alegria, por saber que existem homens que continuam firmes na Palavra de Deus e sentem o desejo de descontaminar o mundo evangélico de heresias que se aprofundam a cada dia no coração e na mente de incautos emocionados e desprovidos de uma melhor avaliação sobre o que passa em enganos à nossa volta.

    Tristeza, em saber da mentirada e invencionice criada e armada por irmãos que sentem tudo de Deus. E não verificam que estão entrando por um caminho não tão nobre: O da conversa fiada!

    Virou mania a dança profética, o carregar da arca, as escolas de danças proféticas...(argh), escolas de profetas e outras manias mais.

    Denunciar é preciso e de extrema importancia para que muitos pelo menos verifiquem e cheguem à conclusões e se afastem destas suas DESCOBERTAS DE PODER.

    O Senhor seja contigo, nobre pastor!

    O menor de todos os menores.

    ResponderExcluir
  10. Prezada irmã Andréia,
    está sumida!.
    Deus a abençoe ricamente.
    Pr.Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  11. Prezado irmão Marco Antônio,
    entendo seus argumentos. Pr. Joelson é um dos grandes pensadores no meios evangélico. Acredito que suas colocações se devem à repugnância que ele tem de coisas como essas. Em momento algum creio que ele quis detratar ninguém, somente expressou com veemência suas discordâncias sobre o tema. Conheço pessoalmente a Pra. ângela por quem tenho um grande apreço e carinho.
    Obrigado por sua visita.
    Um abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  12. Prezado irmão Adriano,
    concordo 100% com o irmão. As lideranças realmente não estão se importando com os erros que entram no meio das igrejas, embora sejam responsáveis por preservar a Sâ Doutrina. Uma Pena!
    Um abraço
    Em cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  13. Meu caro colega Pr. Newton,
    esses modismos causam repulsa em pessoas que ainda vivem a Palavra. Infelizmente pela falta de poder do alto buscam e introduzem artifícios mundanos no seio da igreja. Continuemos firmes na Palavra.
    Um forte abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  14. Pastor e Irmãos!
    Lamentável o que está acontecendo com a igreja brasileira. A tragédia está anunciada. Em 2030 não teremos cristãos de verdade no Brasil, e sim um sincretismo religioso: uma macumba gospel, um judaísmo cristão, etc. O extraordinário e o culto da unção virou desculpa para se aceitar tudo na igreja. Lamento profundamente, pois não podemos mais corrigir as pessoas, elas dizem que "não podemos julgar". Precisamos urgentemente encontrar a dracma perdida da Palavra! Deus nos livre de tanto besteirol!!!! Deus abençoe a todos!!!!

    ResponderExcluir
  15. Conservo Pastor Luiz,
    Prefiro não polemizar muito o assunto, já que existe um Juiz para nos julgar a todos e Ele, o fará com retidão e misericórdia.
    A minha pergunta é que o Senhor afirma que somente o NT é regra para o cristão (batista): "Os batistas têm como princípio distintivo doutrinário que o livro de norma prática para o cristão é o Novo Testamento. Somente o Novo Testamento é a lei para o cristão".
    Honestamente, sou evangélico há quase 27 anos e batista desde 1994, portanto há quase 18 anos.
    Nunca li nada nos Manuais de Confissão Batista Nacional sobre o que o Pastor afirma.
    Onde posso encontrar tal afirmação, literal é claro, fugindo de entendimentos e interpretações.
    Pr. Antônio.

    ResponderExcluir
  16. Prezado irmão Fábio,
    concordo com você em 100%. O que virou tendência não muda rapidamente. A Palavra como centro do culto prezada por gerações passadas, hoje virou nota de rodapé em muitas igrejas.
    Ainda existem os 7.000 que não dobraram seus joelhos a Baal.
    Um forte abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  17. Meu nobre colega Pr. Antônio,
    sua visita ao blog somente o enriquece. Não estranho sua colocação sobre princípios distintivos dos batistas. Nossos seminários nada oferecem sobre esses tópicos em suas aulas de Teologia Pastoral, se é que esta disciplina está no currículo dos seminários. Para o colega pesquisar sugiro-lhe os seguintes livros:
    1 - Esto Creemos los Bautistas
    2 - Sermones e Bosquejos de B. H. Carroll
    3 - Manual da Igreja e do Obreiro

    Quanto à sua fala "Prefiro não polemizar muito o assunto, já que existe um Juiz para nos julgar a todos e Ele, o fará com retidão e misericórdia".
    Gostaria de ponderar:
    1 - essa forma de julgamento ligado a douutrina, eclesiologia e liturgia pertence ao âmbito da igreja e isso se expressa na conduta e postura dos pastores. Então cabe a nós e não a Deus apontarmos os erros doutrinários que se expressam em nosso meio, pois, somos os ataláias que devem tocar a trombeta e dar o sinal correto, caso contrário descumpriremos nosso chamado, haja vista, as cartas de Paulo e suas contendas contra os judaizantes, gnósticos etc no tempo da igreja primitiva. Se olharmos para a história da igreja veremos nomes como Tertuliano, Origenes, Agostinho etc. lutando contra as heresias de seus tempos para preservar a fé que uma vez foi entregue aos santos.
    2 - Se nós pastores nos calarmos quem apontará o erro dentro da seara? Se não formos os primeiros a levantar a voz quem o fará? Creio que nosso silêncio faz mais mal do que as falas incertas que se apresentam hoje em dia. Por calarmos e abraçarmos o silêncio presenciamos várias atrocidades feitas em nome de Deus.
    Minhas ponderações são apenas para lembrar aquilo que o colega nunca esqueceu.
    Deus o abençoe ricamente.
    Um forte abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  18. Amado Pr. Luiz Fernando,

    De fato, está gritante a situação dos cultos prestados ao Senhor na grande maioria das congregações. Quando não cantando e pregando para massagear o ego das pessoas, estão ensinando novas doutrinas que não têm base bíblica nem são capazes de produzir novo nascimento ou sustentar a fé de um cristão - papel este, exclusivo da Palavra de Deus que, quando ministrada sob a reta direção do Espírito Santo, alcança, liberta, cura, transforma, salva.

    Entendo que denunciar o erro é bíblico sim! Vemos Paulo fazendo isso em todas as suas cartas. Vemos Jesus fazendo isso acerca dos fariseus e hipócritas do Seu tempo. Vemos João Batista seguindo este mesmo caminho. No Velho Testamento, o que mais vemos são profetas usados por Deus para denunciar o erro do povo de Deus e também dos seus inimigos. Em João 7.24 lemos sobre o próprio Jesus dizendo: “Parem de julgar pelas aparências e julguem com justiça”. Existe uma diferença entre o criticar e o discernir. Julgar pessoas é que é errado. Julgar atitudes, não.

    Quem discerne faz comentários que visam alertar e motivar as pessoas para que se importem com uma causa social, coletiva, ampla, se importa com sentimentos, com vidas, com salvação, e que fundamenta-se categoricamente no Evangelho de Jesus Cristo, não em achismos, em sentimentalismos, em doutrinas confusas.

    Precisamos examinar todas as coisas (1 Ts 5.21), e isso é fazer julgamento, mas não no sentido de denegrir, de insultar, de destruir, e sim no sentido de examinar, averiguar, provar, contestar, reprovar, mas segundo a reta justiça, e não conforme a aparência. (Mateus 7.15-23; 1João 4.1; 1Tessalonicenses 5.21; 1Coríntios 2.15 e 12.28,29; Atos 17.11; 1Pedro 4.17; Gálatas 2.6, etc.)

    Acredito que Deus tem erguido Seus profetas de honra no meio da nossa geração corrompida, para denunciar as verdades que precisam ser declaradas, e creio que o senhor, Pr. Luiz, é um desses escolhidos.

    Saio sempre feliz deste blog, porque sempre que venho aqui, encontro um texto que tem compromisso com a Palavra de Deus e com o Deus da Palavra.

    Que esse Deus continue te fortalecendo e motivando nesse ministério que, embora árduo, tem honra por excelência.

    Em comunhão.

    Elaine Cândida
    experimentejesus.org

    ResponderExcluir
  19. Parece que virou moda trazer para a atualidade os símbolos do Velho Testamento. O ser humano está sempre em busca do que pode ver e tocar infelizmente. Talvez para ter no que se apegar, acho que a Bíblia com a história e os feitos do Velho, o Messias do Novo Testamento e a cruz de Cristo não é suficiente. Que pena!

    Deus o abençoe por seu trabalho aqui.
    abraços fraternos
    Missionária Cleusa Klein

    ResponderExcluir
  20. Há algum tempo atrás tivemos os "dentes de ouro", "o sopro que fazia cair", o "Encontro", e tudo isso passou, ninguém fala mais sobre esses acontecimentos. E agora o "berrante de bode"! Qual será a próxima atração? Tenho uma idéia: talvez coloquem no púlpito uma mula que fala ao povo como a de Balaão, para corrigir os caminhos de quem está no rumo errado.

    Adriano / IBA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. primeiro não e de bode e sim de carneiro ou antílope acredito que o irmão deve pregar e ganhar almas como manuseia bem a ferramenta da critica.ass anonimo

      Excluir
  21. A igreja romana tem feito escola e grande parte dos cristãos ditos evangelicos até a superaram no aviltamento do evangelho. Indulgencias, lascas da cruz, lençois com a imagem de Jesus sào fichinhas perto da criatividade do falso que quer parecer verdadeiro. Berço esplendido para doutrina deteriorada que busca no imaturo à vitima para a crendice. E a pastorada vai ensandecida atrás deste que pode ser o "marketing" que irá encher sua igreja. Tempo com Deus, sacrificio da busca, investimento de tempo e dinheiro em escolas e livros tem sido um peso alto demais para se pagar. Então a saida é lançar mão do novo, mesmo que proceda do abismo.
    Parabens pelo artigo.

    Pr. Aloisio Silva, lutando pra ser achado fiel.

    Boston, MA.

    ResponderExcluir
  22. Prezdos pastores,

    Com todo respeito, mas também sinceridade, lendo a pergunta do pr. Antônio, fico estarrecido. Parece que grande parte dos Batistas Nacionais adotam esse nome por conveniência, sem saberem o que os distingue dos demais. Por que vc é batista e não assembleiano, quadrangular etc.? Esta semana, um pr. batista nacional me confessou que nunca leu uma "Confissão de Fé" dos Batistas. O que é isso? Não sou batista (mais), mas gostaria que os que são tivessem o cuidado de saber exatamente o que são. Pessoal, o blog do pr. Luiz Fernando é ótimo e instrutivo, mas deixem de ser preguiçosos e vão ler um pouco mais. Afinal, se não lerem, terão que dizer: "prefiro deixar para o Justo Juiz", não por convicção, mas incapacidade de refletir com clareza sobre a situação. Ou então, terão que vir sempre perguntar ao Luiz ou alguém que estude por vocês.

    Abraço anônimo e estarrecido, mas sempre sincero.

    ResponderExcluir
  23. Prezado irmãos em Cristo,

    Concordo em denunciar as heresias que hoje viraram modismos dentro da igreja que professa ser cristã. Também creio que a utilização dos simbolos do AT distorce aquilo que Cristo nos deixou como principios apartir no NT, mas falar que estes erros vem porque pessoas não fizeram seminários teológicos, isso é outra grande heresia. Onde está escrito no NT que as pessoas tem que estudar Teologia? Teologia por mais que estude a Biblia foi criada e escrita por homens, digo a Teologia, e sendo assim tem interesses embutido nas diversas linhas teológias hoje em dia, e que pra falar a verdade tem cada "aberração" andando por ai. Fiz teologia, mas isso não quer dizer que sei mais que aqueles que estudam as escrituras por si só, essa deve ser nossa máxima, ler, examinar, meditar nas Escrituras Sagradas, e que era o que os discipulos faziam. Portanto não devemos criar simbolos novos, pois isso é heresia. Quanto ao mais dediquem em estudar a Biblia, apenas pela Biblia sem colocar interesses de ponto de vista pessoal. Sejam honestos com vc mesmo e principalmente com Deus.

    ResponderExcluir
  24. Prezada irmã Elaine,
    sua visita ao blog sempre o enriquece. Concordo em 100% com suas colocações. Há um texto I TM 1:3-7 que expressa exatamente sua posição quanto ao julgar. Ainda veremos coisas piores em nosso meio porque acredito que um percentual grande das lideranças eclesiásticas não se importam com a SÃ Doutrina.
    Um abraço
    Em Cristo

    ResponderExcluir
  25. Prezada Miss. Cleusa,
    realmente muitos acham que somente Cristo não é suficiente para uma vida de piedade e poder diante de Deus. Inventam ou reinventam coisas já mortas e conduzem muitos a erros grotescos.
    Uma pena!
    Sua visita nos alegra.
    Um abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  26. Prezado colega Pr. Aloizio,
    o colega está correto em 100%. No final o que Deus vai nos cobrar como líderes não é o tamanho de nossas congregações, o volume de bens adquiridos em nome de Cristo e sim o grau de compromisso com Ele e Sua Palavra. Que o Senhor no ajude a mantermos o equilíbrio até o fim.
    Um forte abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  27. Acho que todos que falam aqui como o Autor deste Blog que tanto se mostra conhecedor da Palavra, falta conhecimento desta mesma Palavra. Se Saulo era contrário a Torah, porque ele escreveu Ef 2.11-15 e ainda mais, para quem é antisemita, leia Rm 11. Se você é contra a Torah, será que Jesus Cristo (Yeshua de Nazareh) era mentiroso? o que Ele diz em Mt 5.17,18. Os céus e a terra ainda continuam, Paulo nunca foi contra a Lei, pois bem certo ele falou que a Finalidade da Lei é Cristo, e pelo que a igreja no início discutia, se não, seria necessário o Gentil ser circuncidado, e isto não ficou mais na obrigação do Gentil, quanto também as festas Cerimoniais, nada disso serve nem para nós nem para os Judeus como salvação. Mas podemos fazer tudo isto mostrando Jesus Cristo, pois antes era sombra e faziam sem intendimento, agora podemos fazer, não para sermos salvo, mas agora com entendimento e apresentarmos Jesus Cristo que era, que é, e que há de vir. Era no AT, é no NT, e sempre será! Em vez de falar do teus irmão, é bem melhor Falar de Jesus Cristo, Yeshua de Nazaret. Rei dos Judeus! e falo trazendo passagens bíblicas e não somente com argumentos!

    ResponderExcluir
  28. DESCULPEM-ME OS IRMÃOS ANÕNIMOS POR NÃO PONDERAR SOBRE SEUS COMENTÁRIOS, POIS, ENTENDO QUE PORQUE NÃO QUEREM SE IDENTIFICAR TAMBÉM NÃO QUEREM PONDERAÇÕES SOBRE SEUS COMENTÁRIOS. EM MOMENTO ALGUM A MINHA NÃO RÉPLICA A COMENTÁRIOS DE ANÕNIMOS EXPRESSA DESAGRADO OU MENOSPREZO, MAS SOMENTE RESPEITO POR AQUELE QUE NÃO QUER SE IDENTIFICAR.

    ResponderExcluir
  29. Entendo a questão, pr. Luiz Fernando, e agradeço poder, ainda assim, manifestar-me anonimamente.

    Respondendo aos dois anônimos que não são eu:

    O primeiro critica a defesa dos estudos teológicos. Na verdade, não vi ninguém defender isso aqui. Mas, deixando isso de lado, pois acho óbvio o benefício dos estudos, apenas afirmo que, se um dia eu for a uma Igreja Batista Nacional, eu gostaria de ter uma noção do que encontraria ali dentro: uma igreja batista. Na verdade, em muitas igrejas da CBN há sinagogas travestidas, igrejas Deus é Amor, e outras coisas.

    Ao anônimo judaizante... Ai, essa moda está aprisionando muita gente. Não perco tempo discutindo os furos e as ignorâncias dessas pessos, que me aparecem inclusive na TV destilando um conhecimento parco. Prefiro remeter a uma carta aberta publicada por um grupo de irmãos (que não conheço pessoalmente), mas que esclarece muitas questões, procurem aqui:
    http://www.teologo.org/retratacao.pdf

    Abraço anônimo, mas sincero.

    ResponderExcluir
  30. Prezado Pr. Luiz Fernando, em hipótese alguma desconsidero seu conhecimento diante da palavra e até lhe parabenizo por isso. Mas na minha opnião, DEUS fez o ser humano capaz de pensar e evoluir, analizar e fazer separações. O que vejo é que "muitos" megulham no Novo ou no velho testamento e esqueçem da verdadeira "palavra" de DEUS.
    A cada dia Deus no fala "alegrai-vos" com o dia que amanhece, fazei de mim mais feliz amando o teu próximo como a ti mesmo e fazei coisas boas para que não Me arrependas de ter feito vocês minha imagem e semelhança.
    Prefiro eu filho de Deus não decidir qual "homem" (escritores da Biblia) está mais certo, o do velho ou novo testamento. Prefiro eu, acredidar em um Deus que quer ver seus filhos felizes e UNIDOS e de que forma for ter seus filhos mais próximos dele.

    Apenas um filho de um DEUS unico.
    Minas Gerais.

    ResponderExcluir
  31. A paz pastor Luiz. Gostaria de dizer que concordo com a sua opinião e realmente há um engano nesse movimento. Em uma das suas reflexões sobre o assunto o senhor escreveu o seguinte: "O princípio ensina que não devemos recorrer ao Antigo Testamento para encontrar lei cristã ou instituições cristãs". 99,9 % das igrejas usam o texto de Ml 3.10 para se referir ao dízimo e que se não entregamos o mesmo roubamos a Deus e tal. O que o senhor pensa a respeito ?

    ResponderExcluir
  32. Prezado irmão Carlos,
    agradeço sua visita ao blog. Quando disse que O princípio ensina que não devemos recorrer ao Antigo Testamento para encontrar lei cristã ou instituições cristãs, não disse que todo o Antigo Testamento perdeu seu valor ou significado. Aquilo do Antigo Testamento foi replicado no Novo prevalece para o cristão. Por exemplo: o dízimo, a lei, o casamento etc. Quanto a questão específica do dízimo acredito que quem não o pratica não é por questão doutrinária, mas por questão de rebelião, ou seja, não quer participar financeiramente na obra de Deus. Diziam antigamente que o último lugar do homem que se converte é seu bolso. A liberalidade é exaltada tanto no Antigo como Novo Testamento. Veja o que o apóstolo Paulo diz aos Coríntios em sua 2a. Carta no cap. 9
    " Quanto à administração que se faz a favor dos santos, não necessito escrever-vos;
    2 Porque bem sei a prontidão do vosso ânimo, da qual me glorio de vós para com os macedônios; que a Acaia está pronta desde o ano passado; e o vosso zelo tem estimulado muitos.
    3 Mas enviei estes irmãos, para que a nossa glória, acerca de vós, não seja vã nesta parte; para que (como já disse) possais estar prontos,
    4 A fim de, se acaso os macedônios vierem comigo, e vos acharem desapercebidos, não nos envergonharmos nós (para não dizermos vós) deste firme fundamento de glória.
    5 Portanto, tive por coisa necessária exortar estes irmãos, para que primeiro fossem ter convosco, e preparassem de antemão a vossa bênção, já antes anunciada, para que esteja pronta como bênção, e não como avareza.
    6 E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.
    7 Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria.
    8 E Deus é poderoso para fazer abundar em vós toda a graça, a fim de que tendo sempre, em tudo, toda a suficiência, abundeis em toda a boa obra;
    9 Conforme está escrito: Espalhou, deu aos pobres; A sua justiça permanece para sempre.
    10 Ora, aquele que dá a semente ao que semeia, também vos dê pão para comer, e multiplique a vossa sementeira, e aumente os frutos da vossa justiça;
    11 Para que em tudo enriqueçais para toda a beneficência, a qual faz que por nós se dêem graças a Deus.
    12 Porque a administração deste serviço, não só supre as necessidades dos santos, mas também é abundante em muitas graças, que se dão a Deus.
    13 Visto como, na prova desta administração, glorificam a Deus pela submissão, que confessais quanto ao evangelho de Cristo, e pela liberalidade de vossos dons para com eles, e para com todos;
    14 E pela sua oração por vós, tendo de vós saudades, por causa da excelente graça de Deus que em vós há.
    15 Graças a Deus, pois, pelo seu dom inefável".
    Assim sendo, a validade do dízimo no Novo Testamento se faz presente.
    Espero ter podido ajudar.
    Um abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  33. Ok pastor. Nos versículos 6 e 7 diz :"6 E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará; e o que semeia em abundância, em abundância ceifará.
    7 Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." Isso quer dizer que cada um dá o quer propôs no seu coração independente de ser 10% ou 5% ou 20% ? Porque a palavra dízimo quer dizer 10% e Paulo não fala em 10% e sim em oferta voluntária. O senhor poderia explicar. De ante mão quero dizer que meu objetivo é apenas esclarecer algumas questões e não gerar polêmica ou divisão. Um abraço.

    ResponderExcluir
  34. Paz!
    Há possibilidade de vocês colocarem nosso widget de notícias em seu blog?
    caso tenha entre em contato anoticiagospel@hotmail.com
    Site www.anoticiagospel.com.br

    ResponderExcluir
  35. Prezado Carlos,
    como o tema não é sobre dízimo, vou fazer uma postagem posteriormente sobre o assunto e ai haverá mais espaço para explanar as idéias, ok?
    Já estou com o texto quase pronto e não deve demorar.
    Um abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  36. Obrigado pastor. Deus abençoe.

    ResponderExcluir
  37. A igreja e os Pastores deveriam se preocupar mais com a santidade de povo!!
    Pra que criar essa polêmica?
    Varias pessoas encontraram seus ministério tocando Guitarra, carron, acordeon e outros...e não são instrumentos descritos na bíblia...
    Vcs deveriam se lembrar que o q contamina é o q sai da Boca!
    Deus abençoe os irmãos...

    ResponderExcluir
  38. MEU DEUS QUANTOS JUIZES NESSE BLOG.. VOU ORAR E PEDIR A DEUS POR VCS DO BLOG E POR AKELES DO VIDEO POIS SO DEUS PODE JULGAR CADA UM DE NOS... IRMAOS VAMOS PARAR DE JULGAR NOSSOS IRMAOS, DEUS USA CADA UM DE UMA MANEIRA O IMPORTANTE E AMAR A DEUS ACIMA DE TUDO, AMAR PROXIMO COMO A SI MESMO E PREGAR O EVANGELHO.. ME DESCULPEM POR POSTAR UMA COISA KE NEM FUI CONVIDADO MAS NAO CONCORDO EM VER NOSSOS IRMAOS NESSE JOGO DE KEM SABE MAIS OU SABE MENOS DA BIBLIA, DE KE MEU EVANGELHO E MELHOR DOKE DE FULANO.. REFLITAM!!

    ResponderExcluir
  39. concordo com o irmão otto...a biblia para mim e inteira totalmente completa...jesus veio para completar as escrituras e não para banir as velhas escrituras(por que para mim não existe antiga escritura) pelo menos eu leio a biblia num todo!!! se o irmão esta agindo errado ore por ele, não vamos ser juizes nesta terra . mirian usou o seu tamborim ,será que Deus ficou com raiva ? Davi dançou quando entrou na terra prometida...será que Deus não ficou feliz tambem ? será que eu usando meu shofar para lembrar os tempos dos nossos antepasados (tempo em que eles usavam este instrumento) será que estou pecando por querer mostrar que o mesmo Deus de ontem e o mesmo de hoje e sempre ? antes de me criticar irmão deixo dito estou aprendendo sobre os temas da biblia assim como todos aqui neste mundo ...só o nosso soberano Pai,Filho e Espirito santo sabe a biblia de cór e o diabo que tenta distorcer as palavras para dizer que só ele tem razão...
    que a paz do senhor jesus esteja com cada um de nos.

    ResponderExcluir
  40. Se apegue na Teologia não Pr.
    O conhecimento humano não vale de nada para Deus.(corintios)

    ResponderExcluir
  41. Amigos, vejo aqui um debate vicioso entre opiniões de homens. sou da Assembléia de Deus. há muitos que falam no shofar por aqui. não dizem em tons de adoração ao instrumento mas como simbologia à adoração. nao utilizam pra fazer rezas judaicas ou algo parecidos... eles tratam o shofar como um instrumento qualquer. como o DAVI que tocava sua harpa e acalmava o Rei Saul. por exemplo..... é somente um instrumento. sou Saxofonista e multi-instrumentista e afirmo que o saxofone não é como o shofar mas quando toco para adorar a Deus, choro. é o meu jeito de adorar a Deus. nao é seu, nem seu, e nem mesmo seu.... é a forma que encontrei de falar em pensamento com o Deus a qual sirvo. não me lembro de ouvir falar em saxofones na bíblia.. nem no velho nem no novo Testamento... o que importa mesmo é a adoração. se você, seja lah quem for nao consegue entender isso, tens sérios problemas para adorar... " e muitos dirão: Senhor, em seu nome expulsei demonios, operei milagres... chorei no altar... falei em linguas... fiz todo mundo acreditar que sou crente..... ... e o Senhor vos dirá: APARTAIVOS DE MIM VÓS QUE PRATIQUEIS INIQUIDADE!.... e haverá ali grande pranto, e ranger de dentes.".... ouvi isso em algum lugar.... ops, foi no novo testamento... não lembro onde... mas de qualquer forma, seria bom darmos todos uma BOOOOA olhada lá pra percebermos como é importante o AMOR E COMUNHÃO ENTRE OS IRMÃOS. eu tenho orgulho em dizer que tenho um saxofone e TENHO um shofar. e adoro a Deus com TUDO o que tenho. com toda a súplica. com todo o coração. ofereço a todos de coração A Paz do nosso Senhor e Salvador JESUS CRISTO. Vanderson Barros

    ResponderExcluir
  42. Caro Pastor,
    Não entendi o deu ponto de vista, o senhor é contra tocar shofar nas igrejas?
    Creio que seu entendimento está um pouco deturpado, ouça as pregaçoes de Neuza Itioka, Ap.Mauricio Marques, Ap.Joseir Garrido, e abra sua mente e coração.
    Daqui a pouco vai falar (se já não falou) que nós cristãos não podemos participar da festa de tabernáculos (Sendo que o próprio Jesus participava) e essa é uma festa biblica (João 7).
    O antigo Israel tinha dois tipos de trombetas: a de chifre do carneiro comum (o shofar) e as duas trombetas de prata, que pertenciam essencialmente ao santuário e só eram tocadas pelos sacerdotes (Nm 10:8). Essas últimas eram feitas de “obra batida”, cada uma forjada a partir de um pedaço de metal. A trombeta de prata era semelhante a um tubo longo, alargando-se em uma das pontas.
    O shofar nos chama para acordarmos de nossa letargia mental pelas coisas terrenas e clama para que possamos despertar e nos envolver com as necessidades de nossa alma. É como um alerta: nos inspira temor lembrando que este é o Dia de nosso julgamento. A mensagem do shofar, segundo Maimônides, é:

    "Acordai de vosso sono e ponderai sobre os vossos feitos; lembrai-vos do Criador e voltai a Ele em penitência. Não sejais daqueles que per-dem a realidade de vista ao perseguirem sombras ou esbanjam anos buscando coisas vãs que não lhes trazem proveito. Olhai bem vossas almas e considerai vossos atos; abandonai os caminhos errados e os maus pensamentos e voltai a D'us, para que Ele tenha misericórdia para convosco!"

    Esta é a função mais importante dos sons do shofar: inspirar a alma e provocar vibrações extraordinárias no coração, ativando o sentimento do arrependimento e humildade.

    O shofar e as trombetas de prata era usadas no Antigo testamento,e anunciadas em apocalipse... te pergunto.. porque eram usados no Antigo testamento não podemos usá-los mais?

    Se tivermos o entendimento de Deus e direção Dele, podemos sim tocar!!!! E com o entendimento sabemos a importancia do shofar, e sabendo a importancia sabemos o quanto mais temos que buscar a Deus

    Fica ai meu conselho amado, busque mais conhecimento!!!
    porque meu povo se perde por falta de conhecimento; por teres rejeitado a instrução, excluir-te-ei de meu sacerdócio; já que esqueceste a lei de teu Deus, também eu me esquecerei dos teus filhos.
    Oséias 4:6

    ResponderExcluir