19 julho 2011

MAIS UM ENGANO EM NOSSO MEIO COM ROUPAGEM ESPIRITUAL



Mais uma vez vemos o silvo da serpente se fazer presente no meio gospel. Vem transvestido de espiritualidade e com citações de textos bíblicos. Mais uma vez o meio gospel abrirá as portas para a perversidade e abraçará com prazer a corrupção em seu meio. O que espanta é que isso está divulgado em sites de grandes comunidades de fé, mas não é de estranhar, pois, estas comunidades já se desregraram há muito tempo e esse desregramento é a base da operação do mistério da iniquidade que o apóstolo Paulo nos fala em II. Tes. 2:7.
Os cantores gospel mais uma vez buscarão a glória que não lhes pertence e se fartarão com a ocuidade oferecida pelo mundo.
As justificativas são no mínimo risíveis, pois, apontam exacerbadamente para o homem. Neste tipo de evento o homem é o centro e Deus o acessório. Veja a justificativa utilizada para dar vazão a esta pornografia gospel: "
Mais do que uma simples premiação, o Troféu Promessas torna-se instrumento para honrar a vida daqueles que se dedicam a exaltar fielmente o Senhor por meio da música. Esses levitas trabalham com excelência, abdicando, muitas vezes, do tempo com a família para se dedicarem ao serviço em prol do Reino".
Quer dizer então que os cantores gospel precisam ser honrados por se dedicarem a exaltar o Senhor fielmente? Pergunto: E as centenas de missionários e pastores que estão anonimamente em países mulçumanos, orientais, internados em florestas tropicais, aqueles que estão no sertão do Brasil vivendo quase à mingua, nada valem? Valem somente estes que buscam os holofotes do sucesso? Somente estes cantores gospel se dedicam fielmente ao Senhor, trabalham com excelência e abdicam do tempo e da família em prol do serviço do Reino? Esse tipo de argumentação somente mundaniza a igreja e atrai o ridículo daqueles que são movidos pelo amor do Pai. Essa argumentação é típica daqueles que fazem perder a glória de Deus pela glória do mundo.
A explicação dada no site do troféu é sensacional:
"As promessas de Deus têm se cumprindo na música evangélica. Prova disso são as composições inovadoras, mostrando que inspiração e unção fazem, sim, diferença na vida das pessoas". As promessas de Deus têm se cumprido na música evangélica? De onde isso foi tirado? Qual a base bíblica para essa afirmação? Deus nunca cumpre promessa em música alguma. Isso é ridículo e pobre! Ultrapassou-se a limite do ridículo a afirmação que as composições mostram inspiração e unção. Nunca se viu e ouviu tanto besteirol ligado aos valores do Reino de Deus como hoje em dia, haja vista, a enxurrada de musicas sem o mínimo conteúdo e relevância para a adoração.
Então usam o argumento no site que para não se esquecer de Jesus que é o centro de tudo o troféu terá a forma da Arca da Aliança (pelo que pude deduzir), pois, a Arca simbolizava a presença de Deus no A. Testamento. Nada mais é do que introduzir idolatria no meio cristão. A presença de Cristo não precisar ser lembrada por uma imagem da Arca, mas deve ser vivida na dinâmica do Espirito Santo.
Veja esta outra pérola e essa foi demais:
"O segundo ponto relevante é falar do termo “levita”, que significa “descendente de Levi” – um dos 12 filhos de Jacó. O texto de 2 Crônicas 31.14 relata que o levita Coré era guarda do portão leste do templo e encarregado das ofertas voluntárias a Deus. Os levitas possuíam diversas atribuições, entre elas, guardas, porteiros, cantores e instrumentistas (2 Crônicas 5.13; 34.12). Ou seja, eles serviam na casa do Senhor.

Trazendo esta verdade para o meio musical, podemos dizer que aqueles que cumprem o seu ministério trabalhando com canções foram comissionados para levar a “arca do Senhor”, isto é, a presença de Deus, na vida das pessoas por meio da música".

Então somente aqueles que cumprem o seu ministério trabalhando com canções foram comissionados para leva a arca do Senhor, isto é, a presença de Deus, na vida das pessoas por meio da música? Vamos deixar bem claro algumas coisas:

1. Não existem levitas na igreja do Senhor Jesus Cristo. Isso era próprio do povo judeu e nada mais. Essa forma de judaizar a igreja é um total desconhecimento da mensagem do Evangelho. Em Cristo não existem diferenças de tribos e nações, mas somos um só corpo.

2. Quando se afronta a Palavra de Deus com essa divisão de classes, então vemos as aberrações serem acrescentadas em nossos meios. Que fique bem claro que na Igreja de Cristo não existem privilegiados de forma alguma. Quando isso acontece, como querem estes que promovem esta aberração chamada Troféu Promessas, somente nos rementem ao ensino tão abominável como a doutrina dos nicolaítas exarado de Apoc. 2:6, 15. O que essa premiação quer explicitar é que quem canta é diferenciado do todo. NUNCA, NUNCA NUNCA.

3. Dentro do princípio regulador do culto da teologia reformada aquilo que não está novo testamento não está em nossa liturgia. Levita não está no Novo Testamento. É uma instituição ligado ao culto do A. Testamento e me parece que muitos usam essa terminologia para ganhar relevância e serem inquestionáveis. Os levitas eram os serventes do templo e suas funções eram: Eles preparavam os animais a serem sacrificados, mantinham vigilância, faziam trabalhos braçais, limpavam o lugar de adoração, agiam como assistentes dos sacerdotes aarônicos. Alguns levitas aproximavam-se dos sacerdotes quanto à dignidade, mas outros eram pouco mais que escravos”.

4. No Novo Testamento todos nós somos sacerdotes – I Pe. 2:9-10

Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o

povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos

chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; Vós, que em outro

tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não

tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes

misericórdia”. Essa preciosa verdade foi resgatada pelos reformadores

e depois de quase cinco séculos vem sendo esquecida pela igreja.

Não podemos esquecer que a Rede Globo não faria isto de graça, somente por fazer. Ela o fará porque não quer perder espaço dentro dos vários segmentos sociais, dentre eles o evangélico. Essa premiação vem bater de frente com o Troféu Talento promovida pela Rede Record. Então alguns incautos acham que ganharão visibilidade indo a este circo dos horrores. Vale lembrar que essa mistura de coisas ligadas ao sagrado com uma emissora como a Globo somente aponta para o fato que os evangélicos não possuem identidade e respeito. Envolver com uma emissora que ao longo dos anos vem detratando a igreja de Deus, insuflando na sociedade um modus vivendi perverso, fazendo crer que homossexualismo é algo extremamente normal e aceitável através de suas novelas, criando comportamentos que degeneram as famílias é no mínimo uma vergonha. O BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) fez uma pesquisa onde ficou provado que após 20 anos acompanhando as novelas da Globo, que o numero de divórcios aumentou no Brasil, ou seja, as novelas da Globo serviram de base para a destruição de centenas de famílias. A Globo está fazendo o seu papel, os evangélicos é que não estão cumprindo o seu.

Parece-me que a igreja desce vários degraus que a levariam à Santidade de vida ao participar e receber os aplausos do mundo. Creio firmemente que a igreja com tal comportamento se vê totalmente cooptada pelo mundo e seus valores.

SOLI DEO GLORIA

Pr. Luiz Fernando R. de Souza

14 comentários:

  1. Lixo gospel promovido por um lixo de canal, está tudo no seu lugar.

    ResponderExcluir
  2. Prezado Pastor,

    A qualquer momento conhecendo as escrituras existe a possibilidade de manipular as massas com nosso conhecimento.

    Porque não caminhamos mais profundamente no desejo de cada um dos Pastores Brasileiros e até internacionais.

    Desde que eu me conheço por crente é um tal de querer saber mais uns que os outros e isso serve para se mostrar muito conhecedor e dar o parecer de intimidade com Deus e com as escrituras.

    Essa troca de valores me deixa muitas das vezes com "Nojo" pois o verdadeiro servo é aquele que se põe em simplicidade, humilhação e servidão.

    Não voltando as coisas do velho homem e disputas galdando algo dos homens.

    Toda e qualquer politica de marketing para comércio adotada por gravadoras envolvendo cantores pode e deve gerar polemica a menor sombra de duvidas, mas quero que o Senhor contabilize, quantas serão as mulheres no tanque lavando a roupa que ao ouvirem " entra na minha casa, entra na minha vida ... sara todas as feridas...." e vão ver Deus operar...

    Quero lhe fazer uma pergunta, quantos são os Pastores de sua região que tem liberdade de dialogar sinceramente com o irmão? Quantos tem pensamentos contrarios e até inimizade?

    Podem tomar ceia?
    Podem dar dizimos?

    Temos que solucionar nossas questões, para que assim Deus nos de condições de atuar nas questões que influenciam a vida dos seres humanos e sua consagração com Deus.

    Paz seja convosco e com a igreja de Cristo.

    ResponderExcluir
  3. Meu caro colega Pr. Joelson,
    realmente é lixo gospel mesmo sendo promovido por uma mídia que derrama lixo em todos os lugares por onde entra. Uma pena!.
    Um forte abraço
    Pr. Luiz Fernando.

    ResponderExcluir
  4. Irmão Ricardo,
    gostaria de responder seus comentários mas não os entendi e nem onde irmão quis chegar. Desculpe-me.
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  5. Pr. Luiz Fernando,

    até que ponto podemos considerar esses "grupos" como membros do Corpo, como Igreja? Não está na hora de fazermos como o Senhor Jesus e os apóstolos nos ordenaram: com esses sequer devemos cumprimentá-los? Não estaríamos também descumprindo um princípio claramente bíblico ao considerá-los parte da igreja e irmãos?
    Passou da hora de se rejeitá-los, visto que eles rejeitaram Deus e o Evangelho, e as exortações não trouxeram-lhes arrependimento.
    O que pensa disso?
    Grande abraço!
    Cristo o abençoe!

    ResponderExcluir
  6. Meu Amado Luiz,

    Isso é nada menos que a manipulação da vaidade num covil satânico ( Globo ) não há nada de mais para aqueles que não tem entendimento e não conhece as escrituras, cantam preceitos do homen par alcançar dinheiro. O povo gosta disso porque não conhece a palavra e não busca conhece-la, prefere ir às igrejas de troca de dinheiro por"bençãos" e ficam nelas entoando os cantigos desses manipuladores.
    Assim vai se cumprindo a palavra de DEUS, serão poucos os que irão realmente estar com o Senhor na Glória. Mas não se deve deixar de falar e mostrar as mazelas da Igreja atual, sempre orientando os incaltos para que percebam a temnpo que ainda há como se voltar ao evangelho de Cristo.
    Um abraço.
    Guilherme Herrera

    ResponderExcluir
  7. Pastor, graça e paz...

    Li seu blog, como sempre acompanho, e mais uma vez, vc tem toooooda razão, o meio evangelico hj em dia quer tapar a realidade que nos cerca... como disse o irmão: LIXO GOSPEL! Se vender assim... eu em particular fico enojada com isso...

    Não julgo a intenção do coração desses cantores, mas tenho certeza em meu coração de que Jesus não iria a um evento desses!

    Eles deveriam se perguntar: Em meu lugar, o que faria Jesus?

    Usar a mídia p divulgar o nome de Cristo é uma coisa, receber a glória no lugar de Jesus, já é uma outra história... devemos temer e tremer diante disso...
    =/

    www.nojardimdaadoracao.com

    Liah de Oliveira Carnaúba

    ResponderExcluir
  8. Sem ter uma Atitude Cristã Correta como a do Profeta João Batista, ninguém irá muito longe no caminho estreito sem perder o rumo, e se desviar por outras veredas, como a da vaidade ministerial. Somente aqueles que reconhecem que melhor é diminuir a si mesmo para que Jesus Cristo apareça e seja glorificado, somente estes entendem tais coisas e preservam as suas almas. São tantos "ventos de doutrinas" e "tantos modismos" que por vezes nos deixam confusos.
    Confiemos no Senhor e guardemos o nosso depósito até o fim pela fé.

    ResponderExcluir
  9. Sidney...

    FALOU TUDO! Vaidade Ministerial, essas são as palavras! Exatamente... isso dá um bom tema hein Pastor Luiz?!

    São tantos "ventos de doutrinas" e "tantos modismos" que por vezes nos deixam confusos. - Concordo plenamente!

    Abraços!

    ResponderExcluir
  10. O Seu texto é perfeito, oportuno e extremamente relevante. Parabéns!
    Ser profeta é protestar contra os equívoco, os enganos, os absurdos, as injustiças, os oportunistas, os enganadores... Você é um protestante autêntico! Mas antes de tudo um cristão "cristificado". Gostei muito do seu comentário sobre os levitas, e é isso mesmo.
    Amei o seu texto!
    Infelizmente tudo isso é um triste e Ledo engano, que infelizmente arrasta atrás de si uma imensa multidão. Triste, ridículo, absurdo, doentio, infeliz, abominável, deplorável...Se eu for ficar aqui nomeando, faltará tempo, espaço e palavras!!!

    ResponderExcluir
  11. Obrigado pelo despertamento.

    Que Deus nos purifique e perdõe nossos pecados, fraquezas e vaidades! Que todo homem diminua para que Jessu cresça! Naquele Grande Dia: toda língua confessará que somente o Senhor é Deus! Louvado seja o Santo nome de Jesus!

    ResponderExcluir
  12. A mim me resta a esperança de viver, como se diz no "gospelês", "o Melhor de Deus", NA GLÓRIA! Aqui neste proscrito e precipitado mundo, prefiro seguir o conselho de Paulo ao Jovem Pastor Timóteo: "Suporte comigo os sofrimentos, como bom soldado de Cristo Jesus". (2Tm 2.3).

    ResponderExcluir
  13. Pr. Luiz Fernando, como sempre o Sr. escreve de modo lúcido e sábio. Parabéns!

    Um trecho que me chamou a atenção foi este: "Esses levitas trabalham com excelência, abdicando, muitas vezes, do tempo com a família para se dedicarem ao serviço em prol do Reino".

    Além do absurdo de nomear levitas num ambiente cristão, ainda abdicam do tempo com a família, ou seja, negligenciam seus deveres para com a família -- e ainda são exaltados por isso!

    Será que as vozes dos homens lúcidos e sábios serão ouvidas algum dia ainda?

    ResponderExcluir
  14. ''Nunca se viu e ouviu tanto besteirol ligado aos valores do Reino de Deus como hoje em dia''

    Não generalize isso, pois existem excecões, como por exemplo o Diante do Trono que cantou nessa premiação.

    ResponderExcluir