22 junho 2017

A CHEGADA DE MULÇUMANOS AO BRASIL - BENÇÃO OU MALDIÇÃO

Resultado de imagem para IMAGENS DE MUÇULMANOS NO BRASIL

Tem sido alardeado nas redes sociais a chegada de mulçumanos ao Brasil, como se isso fosse o fim do mundo. Várias páginas do Facebook e blogs de cristãos e mensagens pelo Whatsapp apontam para um caos que aporta no país. Uma dessa mensagens diz que estão chegando ao pais 3 ou 13 navios enviados pela ONU com 1.800.000 mulçumanos. Pergunto-me: “Qual o tamanho destes navios para comportar esse número de imigrantes?  Entendo o receio destes irmãos e até compartilho um pouco dele. Mas se olharmos para a condição global em que vivemos, não deveríamos nos assustar com isso porque essa onda imigratória já invadiu a Europa e é uma realidade que não se pode negar. Milhões de refugiados árabes buscam asilo fugindo de guerras que dizimam comunidades inteiras. Consequentemente, com tais refugiados, extremistas se misturam e as consequências todos nós sabemos.
Parece-me que para muitos cristãos o Brasil estava preservado em uma bolha e que as grandes crises mundiais nunca chegariam aqui. Só que isso é uma utopia. Vivemos em uma aldeia global e estamos sujeitos aos reveses comuns a todos os humanos espalhados pelo planeta. Mulçumanos ou indianos ou filipinos são todos seres humanos que com suas características se apresentam como oportunidades e desafios. Desafios por parte de governos que ao aceitar contingentes humanos em seus territórios terão de suprir necessidades antes não manifestadas como: trabalho, saúde, segurança, educação, moradia etc. No Brasil, nestes momentos, vejo a imigração, mesmo de países vizinhos, como agravamento da atual crise pela qual passamos. Somados a milhões de desempregados veremos um aumento de criminalidade, filas enormes em hospitais públicos, aumento dos gastos públicos, etc.
Mas também vejo oportunidades para a igreja brasileira. Oportunidade para igreja brasileira sair de suas 4 paredes e mostrar sua cara como agente transformador do Reino de Deus para expansão do mesmo.
A igreja brasileira afundou no lamaçal inútil e amorfo do mercado gospel. Tudo se resume em louvor e prosperidade, daí o receio de mentalidades diferentes chegarem ao país. Como igreja desaprendemos o que é fazer evangelismo Cristocêntrico, visando a salvação do homem moderno através de uma mensagem que anuncia e pede arrependimento de pecados diante de Deus que é justo, soberano e juiz de toda a terra. Esse receio que permeia as redes sociais se deve ao baixíssimo conceito que temos de Deus e por nossa descrença no poder transformador do Evangelho. Isso se deve ao desvio, por parte de grande percentual de líderes, que desvirtuaram a mensagem do Evangelho e abraçaram a Teologia da Prosperidade, abraçaram a idéia que Deus é mais um treinador que vai melhorar nossas vidas, que o cristão terá tudo o que sonha sem sofrimento, mas aqui e agora e que pregaram e continuam a pregar tais sandices.
Como igreja enfraquecemos e agora na condição de desnutridos da Palavra lamentamos e tememos o que nos pode fazer o homem.
Creio que se imigração aumentar será propósito de Deus para sacudir seu povo e despertar para o tempo que vivemos. Seremos obrigados a repensar nos valores, conceitos e posturas.
Para mim nada a temer porque, como igreja, temos a mais poderosa mensagem que o homem pode ouvir: “Que o Filho do Homem veio salvar o que se havia perdido”. Temos a mais significativa mensagem que o homem precisa ouvir: “Que o significado da vida está em Cristo Jesus que morreu e ressuscitou”.
Sim, que Deus sacuda sua igreja e a desperte para ser aquilo que Ele sempre quis.

SOLI DEO GLORIA

Pr.Luiz Fernando R. de Souza





Nenhum comentário:

Postar um comentário