31 julho 2012

A BÍBLIA CONTEM ERROS. Also Sprach Caio Fábio - Assim Falou Caio Fábio




No vídeo acima Caio Fábio esposa a tese que a Bíblia contém erros e que é somente um livro do homem. Também afirma que Deus teria outros tantos livros mais significativos que a Bíblia. Procurei entender e mesmo usar de compaixão para com o autor destas afirmativas, mas somente encontrei alguns sentimentos lá no fundo de minha alma, desprezo e indignação. Depois de tantas décadas lendo e estudando a Palavra de Deus Caio Fábio, como um sábio e santo professor, guru e mestre dos desalmados exara essas pérolas teológicas.
Vamos ver alguns enganos que essas afirmativas apontam:
Quando Caio Fábio critica os estudos teológicos e o faz nas pessoas dos exegetas está descontruindo 2000 anos de pensamentos e estudos sistemáticos. Critica a exegese porque não sabe praticá-la. Despreza o estudo sistemático das Escrituras Sagradas porque não possui mais paixão para conhecer profundamente a Revelação de Deus. Quando o coração está frio para com Deus perdemos a fome do saber. Acostumamo-nos com a mesmice e nossas respostas são sempre as mesmas.
Quando Caio Fábio diz que o cristianismo nunca leu a Bíblia tendo Jesus como chave hermenêutica está afirmando que parece que somente ele descobriu essa verdade que esteve oculta por séculos. O centro de toda a Bíblia é Cristo e sua obra salvadora. Nada de espetacular na afirmação de Caio Fábio. Ele acerta nesta afirmativa, pois é coerente com o conteúdo bíblico. Só que esta afirmativa não é nova. Toda a tradição cristã já trilha este caminho há séculos. Os apóstolos já interpretavam o Antigo Testamento à luz de Cristo, tanto que aplicaram várias passagens do A. Testamento a Cristo e sua obra na cruz. Os pais da igreja também fizeram o mesmo. Então é coisa comum no seio do cristianismo. Agora dizer que nunca o cristianismo leu a Bíblia a partir de Cristo é uma hipérbole, no mínimo.
Quando Caio Fábio afirma que a Bíblia não é inerrante ele ultrapassa os limites da lógica, do bom senso e entra no pântano do relativismo. Sim, Caio Fábio com esta afirmação deixa o terreno da tradição cristã sadia para dar as mãos com os hereges. Vamos ver porque a Bíblia precisa ser inerrante:
Porque a Bíblia é a Revelação de Deus.
O que o homem conhece de Deus foi aquilo que Ele quis revelar ao homem. O homem nunca teve ou terá a capacidade de conhecer a Deus plenamente, mas aquilo que ele conhece foi Deus que o revelou, por isso nosso conhecimento de Deus é limitado e parcial. Mas aquilo que foi revelado o foi por Deus, portanto sem erro. Deus não pode errar logo a Bíblia é inerrante. “A Revelação é a atividade divina da auto revelação pela qual o Deus vivo revela algo do seu caráter e propósitos para a humanidade (Dt. 29:29; II Cor. 4:6). As Escrituras são um produto daquela atividade reveladora, seu resultado linguístico e sua incorporação escrita. Deus revela a si mesmo no plano da história por meio dos seus atos salvadores (At. 2:11), e no plano da verdade por sua Palavra misericordiosa (Is. 55:11) ¹”.
Afirmar que a Bíblia contem erros é desconhecer a mais elementar das disciplinas teológicas, Bibliologia que aprendemos no primeiro semestre de um curso teológico. A bíblia em todo seu conteúdo é inerrante. É inerrante em termos de ciência, história, literatura, genealogia etc. A Bíblia não entra em detalhes sobre pontos científicos, mas aquilo que ela afirma sobre ciência é verdadeiro. O que não podemos esquecer é que os escritores sagrados falaram daquilo que presenciaram, experimentaram e viram na linguagem e conhecimento de seus tempos, o que é algo normal em toda história. Quando Josué diz que o sol parou era natural para um homem de quase 4000 anos atrás, pois para aquela sociedade o que eles viam era o sol nascer e se por o que caracterizaria um movimento do sol e não da terra como o conhecemos hoje.
Porque se há erros na Bíblia quais partes são Verdadeiras e Quais são Erradas?
Um padrão errado não forma uma medida exata de verdade e do erro. A Bíblia é a nossa regra de fé e prática, mas se ela possui partes erradas não serve como nosso padrão , pois não teremos como discernir quais são as partes certas e quais são as erradas. A exatidão ou inerrância é a consequência natural da revelação e da inspiração das Escrituras. Como disse John Wesley: "Se existe qualquer erro na Bíblia, pode bem haver milhares. Se existe uma única falsidade neste livro, ele não veio do Deus da verdade". A inspiração bíblica é totalmente incompatível como o erro. O Senhor Jesus teve total confiança nas Escrituras Mt. 22:29).
Porque a Possibilidade de Erros na Bíblia Apresenta Problemas Sérios a Serem Resolvidos. Abordarei somente dois:
1 - O Primeiro problema é a redução do cânon.
Somente teremos certeza dos escritos sagrados naquilo que se referir às questões de fé e prática. Surge imediatamente a questão hermenêutica a respeito de quais as partes da Escritura dizem respeito à fé. O principal ingrediente ativo na hermenêutica de Bultmann é este. Bultiman achava que deveriamos revemover a "casca" histórica pré-científica e errônea da Escritura para chegarmos ao grão viável da fé. Com essa abordagem teriamos uma redução do Cânon e nossa Bíblia seria menos exata do que cremos ser e consequentemente menor, forçando a cristandade a exercer um juizo de valor para selecionar quais as partes deveriam ser aceitas e quais deveriam ser descartadas ou preteridas, coisa que a igreja nunca fez a não com alguns herejes como Marcião fez ao desprezar o A. Testamento e os demais escritos neotestamentários ficando somente com as cartas de Paulo.
2 - O Segundo problema sério e da relação entre fé e história.
Se limitarmos a ideia de inerrância às matérias de fé e prática, o que acontece com a história bíblica? Podemos reduzir ou negociar o substrato histórico do Evangelho? Será que somente aquelas partes da narrativa bíblica que claramente dizem respeito a fé são inerrantes? Se retirarmos as partes históricas dos evangelhos eles serão criveis somente porque a igreja resolveu crer e professar? Os evangelhos se sustentarão sem os fundamentos históricos?  Sem os fundamentos históricos do evangelho não teremos evangelho nenhum. As datas, os locais, as personagens e os fatos relatados no Novo Testamento são todos verídicos e comprovados pela história. 
Caio Fábio afirma que Deus tem outros livros infinitamente melhores que a Bíblia.
Se Deus tem outros livros infinitamente melhores que a Bíblia, Ele não é digno de crédito porque nos ofereceu o inferior dizendo que era superior. Se existem outros livros superiores à Bíblia então estamos crendo em algo sem valor eterno e nossa esperança se fundamenta em um subproduto de um deus indigno.
Não! Caio Fábio delira e cria fábulas para um povo que está sedento por um doutor conforme suas próprias concupiscências. Deus não tem outro nem outros livros superiores à Bíblia porque somente a Bíblia tem e é a única revelação escrita de Deus. A Bíblia traz o conhecimento da grande obra salvadora de Deus em Cristo Jesus e isso é superior a tudo o que o homem pode imaginar. De onde Caio Fábio tirou essa ideia que Deus tem outros livros superiores à Bíblia? Heb. 1:1 "Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho...".
Para Caio Fábio os apóstolos e profetas do N. Testamento basearam-se somente na revelação de Jesus Cristo e não no Antigo Testamento.

Se esta afirmativa estiver correta acarretará uma desarmonia, pois sem o fundamento do A. Testamento teriamos um Jesus saido do nada. Ele veio cumprir o A. Testametno, pois Cristo era o antitipo dos tipos lá representados pelas figura dos holocaustos, diversas ofertas e objetos relacionados ao culto veterotestamentário. Os apóstolos viram nos antitipos do A. Testamento Cristo e demonstraram isto para as comunidades de fé espalhadas pelo imperio romano através de suas epístolas.
A grande verdade é que parece que Caio Fábio adotou a forma de pensamento que aceita a Bíblia como livro sagrado com Inspiração Limitada e não com Inspiração Plenária e consequentemente inerrante. 
Quando nos voltamos para histórica eclesiástica ficamos totalmente convencidos que a maioria esmagadora da igreja cria, praticava e pregava a inerrância e a infalibilidade das Escrituras.
Cada pensamento e palavra da Bíblia foram inspirados pelo Espírito Santo. Em II Tm. 3:16-17 o apóstolo Paulo nos diz: "Toda a Escritura e divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redaguir, para corrigir, para instruir em justiça; para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruido para toda boa obra". Sim, toda Escritura é divinamente inspirada. Clemente de Roma - ano 110 A.D. - escreveu acerca das Escrituras que são "ditos do Espírito Santo" e "ditos através do Espírito Santo". Os apologistas da metade do Séc. II são ainda mais explicitos do que os seus antecessores. Teófilo fala de Moisés escrevendo a lei, mas se refreia dizendo: "Ou melhor, a Palavra de Deus através dele". Cipriano de Cartago - 240 A.D. - dizia: "o Espírito Santo diz" referindo-se à Bíblia. Tertuliano - 160 - ca. 220 A. D. era o mais teologicamente articulado de todos, dizendo, não somente que tudo quanto era escrito nas Escrituras era útil, mas também que as Escrituras eram as "palavras", "letras" e a própria "voz de Deus". Estes eram os conceitos dos pais da igreja sobre a Bíblia. Orígenes foi o mais erudito da igreja primtiva. Para ele, a inspiração se estendia até aos iotas das Escrituras e às letras. Para Orígenes as Escrituras não continham falha alguma, sendo inspiradas pelo Espirito Santo. Acrescentou que esta doutrina (inerrância das Escrituras) era ensinada em todas as igrejas. Era assim que os pais da igreja viam a Palavra de Deus como revelação plena e inerrante, bem ao contrário do que Caio Fábio afirma que a igreja via as Escrituras sob a ótica da hermenêutica constantineana, ou seja, que tudo passou a ser regulado pelo prisma dos grandes concílios universais da igreja. Vale lembrar que o Concílio de Nicéia (325 A.D.) patrocinado por Constantino, imperador de Roma, ocorreu aproximadamente 180 anos depois dos primeiros pais da igreja. Os concílios não debateram unicamente interpretações bíblicas ou mesmo impuseram uma hermenêutica sobre a igreja, mas traçaram e delimitaram os ensinos sobres as grandes controvérsias da época, dentre elas a cristologia.
Na idade média encontramos uma massiça afirmativa sobre a infalibilidade das Escrituras. Gregório Magno, Boaventura, Abelardo, Guilerme de Occan e outros eram unânimes em afirmar a infalibilidade das Escrituras. Se entramos na Reforma Protestante a partir de 1517 encontraremos um de seus pilares que era a Sola Sscriptura. 
Creio que o delírio de Caio Fábio deve-se ao seu isolamento e consequente distanciamento dos fundamentos reformados que trouxeram a igreja até os tempos presentes. Uma pena saber que uma pessoa como Caio Fábio tenha abandonado a simplicidade das Escrituras e os fundamentos históricos. Talvez ainda haja tempo para uma profunda metanoia. 
Soli Deo Gloria

Pr. Luiz Fernando R. de Souza



20 comentários:

  1. Esse Cáio, já passou dos limites, é um pobre coitado que caiu feio e depois tenta de todo modo justificar seus erros desacreditando a palavra de DEUS. Ele prestará contas com certeza.

    Um abraço Luiz.

    Guilherme Herrera

    ResponderExcluir
  2. POR ISSO QUE A APALVRA DIZ:
    QUEM ESTÁ DE PÉ CUIDADO PARA QUE NÃO CAIA. POIS DEPOIS DA QUEDA ACONTRECE ISSO....MISERICORDIA

    ResponderExcluir
  3. Prezado irmão Guilherme,
    realmente o pecado nos esfria e debilita. Caio dizer que a Bíblia não é um livro de Deus é um absurdo. Mas tornou-se alguém acima de qualquer suspeita. Pena.
    Um abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  4. Djalma Gomes da Silva1 de agosto de 2012 06:46

    Queridos irmãos, quem quer se justificar termina ficando no obscuro, a realidade é que quando um homem peca e não reconhece o seu erro fica cada dia mais distante de Deus e o que é pior são as heresias faladas nunca justificou ninguém.
    Pastor Djalma Gomes IBM.

    ResponderExcluir
  5. O Caio caiu já faz tempo. Pena q esse cara ainda arrebata seguidores e é ouvido e admirado por muitos. Pessoas que SUPERdimensionam a graça e chamam qualquer cristão de fariseu como pretexto de manter e justificar a vida devassa e irreverente que vivem não servem a Cristo e sim o ídolo das próprias ideias, ou como diria Paulo, o próprio ventre. Lamento!

    ResponderExcluir
  6. Ele acha que descobriu as Américas.

    ResponderExcluir
  7. EU, CREIO QUE O PASTOR CAIO FABIO CONHECE AS ESCR8ITURAS COMO UM LIVRO INERRANTE...MAS HÁ DE SE ENTENDER QUE QUANDO UMA PESSOA SE ISOLA E CRIA O SEU PEQUENO MUNDO SE PERDE DENTRO DÊLE E FICA SEM NORTE,SEM SABER O QUE FAZER TENTANDO DE TODAS AS MANEIRAS SE MANTER DE PÉ, É UMA PENA.
    O ISOLAMENTO FAZ DA ALMA UMA ALMA DEPRESSIVA E SEM PRAZER QUE LEVA O INDIVIDUO A UM ESTADO TÃO ANGUSTIANTE QUE FICA DENTRO DE UM QUADRADO TÃO PEQUENO E NÃO TEM PARA ONDE IR, É EXATAMENTE O QUE ACONTECE COM O CAIO FABIO. ESTA PERDIDO NO SEU PROPRIO CIPOAL TEOLOGICO, E COM ISTO ÊLE USA ESTE MOMENTO SE COLOCANDO COMO deuzinho PARA CHAMAR A ATENÇÃO DE SEUS SEGUIDORES, É LAMENTAVEL, ESTA PERDIDO E SEM RUMO.
    TENHO PENA DELE E DE SEUS SGUIDORES, MAS FAZER O QUE? A ESCOLHA É DELE E DE SUA TURMA. SÓ ESPERO QUE SEUS SEGUIDORES ACORDEM E ENTREM EM UM NOVO CAMINHO, UM CAMINHO QUE GERE UMA FÉ INABALAVEL DENTRO DOS ESCRITOS DO ETERNO. ACORDA CAIO FABIO, VOCÊ ESTA SE MOSTRANDO UM ANALFA DE PAI E BETO DE MÃE DENTRO DO SEU CIPOAL TEOLOGICO. VOCÊ ACABOU DE ENTRAR NA CONTRA MÃO COM DEUS, CUIDADO, A CURVA DA MORTE ESTA MAIS PERTO QUE VOCÊ IMAGINA, NÃO BRINQUE COM OS ESCRITOS DE DEUS, MAS LEMBRE-SE ÊLES SÃO VERDADEIROS E INERRANTES.
    LEMBRE BEM CAIO, A BIBLIA, É A PALAVRA DO TODO PODEROSO, NELA NÃO. TEM ERROS E SIM SINALIZADORES DE VIDA.
    Sola Scriptura.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Meu caro amigo do Ministério F. S. Rocha,
      suas colocações são equilibradas e verdadeiras. Enquanto seus seguidores aplaudirem tais afirmativas e mesmo ele tiver seguidores para ouvir Caio Fabio continuará sendo o Cara e sabendo de tudo e com todo conhecimento. Será se ainda existe tempo para um retorno?
      Um abraço
      Em Cristo
      Pr. Luiz Fernando

      Excluir
  8. Aqui jaz caio fábio, sepultado em seu ego, descrente em Deus e em sua palavra, perdido em seus sofismas e nos prova que todo conhecimento sem a iluminação nos leva diretamente ao caminho da heresia!
    Um belo epitáfio para sua lápide espiritual.
    Que Deus tenha misericórdia dele.

    Soli Deo Gloria.

    ResponderExcluir
  9. Nós medimos os presunçosos apóstolos do “pensamento moderno” e somos lentos em admitir que a verdade do evangelho foi propositadamente envolvida na obscuridade que seus vastos intelectos desenvolveram nesses dias. Sob sua liderança nossas igrejas estão famintas, a religião está caindo no desprezo e ainda querem que esperemos todos os dias por seus textos, os quais invertendo continuamente os oráculos apenas revelam a sua teologia progressista.

    Xô! Continuaremos alimentando os homens com o Pão do céu, enquanto estes pretendentes estão provando que serragem é o verdadeiro recheio para os bonecos humanos.

    ______________

    Livro A Dica do Labirinto: Considerações profundas sobre a fé e a dúvida
    Tradução: Wesley Carvalho

    Direitos reservados: Projeto Spurgeon – Proclamando a Cristo crucificado
    Em Cristo e somente em Cristo
    Andréia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezada irmã Andréia,
      nada a acrescentar ao seu comentário.
      Um forte abraço
      Em Cristo
      Pr. Luiz Fernando

      Excluir
  10. Prezado colega Pr. Djalma,
    é a dura realidade. Quase ninguém quer ler a Bíblia contra si mesmo, mas somente se apegar àquelas partes que lhe favorecem. Fiquemos no simples Evangelho.
    Um abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  11. Meu caro irmão Fábio,
    dura coisa é recalcitrar contra os aguilhões. Nada justifica o pecado. O grande problema é quando achamos todos errados e somente nós é que permnacemos certos.
    Um forte abraço
    Em Cristo
    Pe. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  12. Pr. Cleírson,
    o pior é que deve achar mesmo. O que me impressiona é vi Caio pregar pessoalmente e sua postura era bem diferente da atual. Antes humilde agora vaidoso. Uma pena.
    Um abraço
    Em Cristo
    Pr. Luiz Fernando

    ResponderExcluir
  13. meu irmao entendi o que caio quiz dizer
    ele nao esta criticando a biblia, esta enaltecendo a jesus
    pare de criticar o caio
    voce deve ter erros piores do que o que caio tem, como
    eu tenho tambem, alias todos tem
    so que nao vieram a publico como os do caio
    viva em amor, viva sem odio, viva com misericordia pelos outros
    jesus te abencoe meu irmao
    em cristo, jorge pyrrho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado irmão Jorge Pyrrho,
      se dizer que a Bíblia não é livro de Deus, que ela contêm erros e que Deus teria outros tantos livros para esvrever não for criticar a Bíblia, no mínimo é desmerecê-la e jogá-la na sarjeta. Como enaltecer a Cristo se se relega a Bíblia a segundo plano, sendo que a Bíblia fala de Jesus? Realmente acho que não sei nada e nem os outros irmãos que postaram comentários aqui. Quem disse que ter uma opinião contrária à de alguém é demonstrar ódio, falta de amor e misericódia? Se assim for Jesus cometeu estes pecados quando expulsou os vendilhões do templo, Paulo quando repreendeu Pedro façe-a-face etc. Não meu irmão, não tenho ódio de ninguém muito menos falta de misericórdia, só que não sou obrigado a engolir estas asneiras exaradas do vídeo e muito menos achar que Jesus foi exaltado com tantas mixórdia inútil.
      Mas com diz o ditado: "Uns gostam dos olhos, outros das remelas".
      Agradeço sua visita e que Deus continue abençoando sua vida ricamente.
      Em Crito
      Pr. Luiz Fernando

      Excluir
    2. coloquei um comentario e o irmao que dizer que um gosta dos olhos e otros de ramela esta falando indiretamente a minha pessoa ?
      se for, quero te dizer meu irmao que nao gosto de ramela, gosto, ou melhor, amo o ser humano como todo, como cristo ama, o irmao nao esta irritado so porque nao concordo com o irmao
      sobre sua critica a este vide, eu acho que o irmao e intelegente para saber que o caio nao colocou a biblia na sarjeta ele falou uma tese, , procure entender melhor o video meu irmao, Deus o abencoe, Pastor Jorge Pyrrho.

      Excluir
    3. Prezado colega Pr. Jorge,
      acredito que o nobre colega tenha um conhecimento íntimo e prive de um grande contato com o Caio Fábio, coisa que eu não tenho. Mesmo que não tenha esta intimidade dá para perceber que o colega admira o protagonista do vídeo. Nada contra isso. Mas meu colega, como afirmar que as falas do vídeo são conjecturas, hipóteses ou uma simples tese? Isto seria julgar não é mesmo? Coisa que me parece o colega não gosta de fazer. Mas mesmo em tese alguém dizer que a Revelação de Deus contêm erros é afirmar que Deus errou e se Deus errou logo Ele não é Deus, pois Deus não pode errar por definição. Se em tese existem erros na Bíblia e esta for inspirada pelo Espírito Santo conforme ela mesma assevera, então o Espírito Santo não foi competente para supervisionar a consecução da Palavra o que vai de encontro a toda teologia que nos ensina que o Espírito Santo inspirou (theopneustos)soprou sobre ou em os escritores. Não dá para defender o indefensável. Se Jesus se baseou no A. Testamento, conforme Ele mesmo fez enquanto andou entre nós, então Ele se baseou em erro, logo seus ensinos também estão errados e assim por diante. Cábio Fábio não detem a verdade, ele não é inerrante somente as Escrituras o são. Particularmente nada tenho contra Caio Fábio.
      Vale lembrar que não estou irritado com nada somente comentei uma fala de um vídeo. Em sua fala o colega diz que ama todo ser humano. Amar não significa concordar de modo irrestrito com tudo o que o outro fez, faz ou fala. Amo Caio Fábio, mas não concordo com sua acidez ao se expressar em alguma situações, não concordo com seus conceitos em que a Bíblia contem erros, não concordo que alguém que se diz pastor faça o que ele fez e ene coisas mais. Por amar as pessoas é que tenho direito de pensar diferente.
      Continuemos na Palavra.
      Um abraço
      Em Cristo
      Pr. Luiz Fernando

      Excluir
    4. Prezado colega Pastor Luis Fernando.
      Quero esclarecer algumas coisas e fazer alguns comentarios.
      PRIMEIRO: eu nao tenho nenhuma intimidade nem prive de um grande contato com o Caio Fabio. Conheco tanto o Caio quanto conheco o irmao. O admiro como admiro o irmao como pastor, assim como a todos os pastores que estao fazendo alguma coisa pelo Reino de Deus.
      SEGUNDO:realmente nao gosto de julgar as pessoas pois a Palavra diz: "nao julgueis"..."tira primeiro a trave do teu olho"..."quem es tu que julgas o servo alheio"..."so Deus julga com equidade (retidao)" e tantos outros textos...
      Agora, aprendi a discernir o que e certo e errado, aprendi a julgar tudo que escuto e vejo para minha propria edificacao espiritual e mental, pois afinal sao quase 40 anos de ministerio como pastor, casado ha 33 anos com a mesma esposa (que tanto amo), pai de tres filhos e avo de quatro netos e com formacao academica e acima de tudo, conto com a ajuda do Espirito Santo de Deus para me "guiar a toda verdade".
      TERCEIRO: Sei que Caio Fabio comete erros, assim como eu e o irmao tambem, bem como todos pastores e lideres. So Jesus tem a palavra final sobre tudo pois Ele e a Verdade absoluta.
      QUARTO: eu nao disse que amo todo ser humano, eu disse que amo o ser humano como todo.
      Que Deus continue abencoando o irmao e usando a sua vida para abencoar a muitos.
      Um grande abraco meu querido, seu conservo na seara do Mestre, Jorge Pyrrho. (jpyrrho@hotmail.com)

      ICorintios 15:57.

      Excluir
  14. Para mim as criticas são válidas, dependendo das motivações e intenções. Se o zelo não é justo o que pode gerar é discórdia e questões infindáveis que só alimenta a carne.
    para mim o texto faz muita confuzão quando cita as escrituras e depois referi-se a bíblia. As escrituras nunca, jamais, contem ou conterão erros. e a bíblia? -Ha! abíblia? -Sim, a bíblia. -Qual delas? -Como assim, qual delas?... -Bem, não são muitas hoje em dia? -ha sim. Vejamos algumas. http://solascriptura-tt.org/Bibliologia-Traducoes/index.htm#ACF

    ResponderExcluir